Siga o Jornal de Brasília

Brasil

MP e Polícia Civil combatem “rachadinha” em câmara municipal

Segundo investigações, empregos eram oferecidos a algumas pessoas, sob a condição delas darem parte da remuneração a um vereador

Willian Matos

Publicado

em

PUBLICIDADE

Da redação
redacao@grupojbr.com

O Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE) e a Polícia Civil investigam supostos casos de “rachadinha” na Câmara Municipal de Crateús, no Ceará, na manhã desta quinta-feira (3). Foram cumpridos mandados de busca e apreensão na unidade, na sede da Secretaria Municipal de Educação e na residência de um vereador que ainda não teve o nome divulgado.

De acordo com o MP, as próprias pessoas as quais os suspeitos ofereciam os empregos fizeram os relatos, dando início às investigações. A “rachadinha” funciona da seguinte forma: um funcionário é contratado sob a obrigação de ele ter de devolver parte da remuneração a um vereador.

Os procedimentos tramitam em segredo de Justiça. É possível que outras secretarias de Crateús entrem na mira das investigações.


Leia também
Publicidade
Publicidade
Publicidade