Siga o Jornal de Brasília

Brasil

Menina de 3 anos é queimada e mordida enquanto a mãe trabalhava. Padrasto é suspeito

Avatar

Publicado

em

PUBLICIDADE

Um homem de 25 anos é apontado como suspeito de agredir a enteada de 3, em Minas Gerais, enquanto a mãe trabalhava.  Desacordada, a menina deu entrada no Hospital Militar de Belo Horizonte, na madrugada desta terça-feira (26), com ferimentos nas pernas, nádegas, costas e cabeça, queimaduras nas mãos, pés e outras partes do corpo, além de mordidas e unhadas.

Na unidade de saúde, a própria criança revelou ter sido agredida pela padrasto, que negou o espancamento. Ele disse que a menina teria se queimado com uma panela e uma colher, e que os ferimentos teriam sido provocados por uma queda de um brinquedo.

O homem ainda disse que os ferimentos dos pés teriam sido causados por sandálias apertadas. Ele não conseguiu explicar os motivos das marcas de mordidas e unhadas. O suspeito recebeu voz de prisão ainda no hospital e foi levado para a delegacia para prestar maiores esclarecimentos.  As informações são do jornal Hoje em Dia

Hematomas foram vistos na troca de roupa

A mãe contou à polícia mineira que deixou a filha com o namorado quando saiu para trabalhar, por volta das 8h30 de segunda. Ela disse ter retornado às 20h para pegar a filha, que estava dormindo e levá-la para casa, onde continuou a dormir.

Segundo a mulher, os hematomas foram percebidos na hora de trocar a roupa, cerca de duas horas depois, momento em que a criança apresentava falta de ar. A mãe e o padrasto foram até o hospital, onde o caso começou a ser esclarecido. O crime é investigado pela Polícia Civil.


Leia também
Publicidade
Publicidade
Publicidade