fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Brasil

João Gilberto é enterrado em Niterói

O sobrinho-neto de João Gilberto, Artur Amorim, fez uma oração e pediu para que o tio-avô cantasse “por nós a mais linda das melodias, que é o amor”

Aline Rocha

Publicado

em

PUBLICIDADE

Da Redação
[email protected]

Uma simples e curta cerimônia, de dez minutos, seguida de aplausos de amigos e familiares marcou a despedida de João Gilberto nesta segunda-feira (8). O enterro foi às 16h10 e João Gilberto foi colocado ao lado de sua irmã, Walcy Oliveira Amorim (1918-2012), no cemitério Parque da Colina, em Niterói.

O sobrinho-neto de João Gilberto, Artur Amorim, fez uma oração e pediu para que o tio-avô cantasse “por nós a mais linda das melodias, que é o amor”. Já a filha, Bebel Gilberto, agradeceu ao pai, chorando. Ao seu lado, estava a meia-irmã, Luísa, e Maria do Céu, a última companheira do cantor. O enterro foi discreto e não teve a presença de artistas conhecidos.

Bebel é filha de João com a cantora Miúcha, morta no ano passado e Luísa, fruto do casamento com Cláudia Faissol. A moçambicana Maria do Céu Harris morava com ele no fim da vida. O primogênito João Marcelo, filho da cantora Astrud Gilberto, está nos Estados Unidos renovando documentos e não pôde deixar o país.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O velório terminou às 14h20, com a música “Chega de Saudade”, no Theatro Municipal do Rio de Janeiro. Cerca de cem amigos e familiares encerraram a cerimônia cantando a música de Tom Jobim, que foi imortalizada por João Gilberto há 61 anos, em 1958. Em seguida, aplaudiram o músico, que morreu na tarde do último sábado (6).

João havia completado 88 anos no início do mês de junho, quando apareceu em uma rara fotografia publicada por sua nora, mulher de João Marcelo, nas redes sociais. Ele não dava entrevistas e não recebia ninguém em casa, a não ser familiares.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE



Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade