fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Brasil

Hospital utilizava incubadora improvisada com galão d’água

Segundo a direção da unidade, o improviso era feito há muitos anos

Willian Matos

Publicado

em

PUBLICIDADE

Da redação
[email protected]

Uma incubadora improvisada feita de um galão d’água cortado ao meio, com um furo para encaixe da mangueira do balão de oxigênio e bordadas vedadas com fita crepe. Era assim que o hospital municipal André Maggi, em Colniza-MT, atendia a bebês recém-nascidos.

A imagem viralizou na região após a deputada estadual Janaína Riva fazer postagem no Instagram denunciando a situação do hospital. “Esse é o reflexo da atuação para com a saúde que a gestão passada nos deixou”, declarou na publicação.

É possível ver um bebê embaixo do galão. Foto: arquivo pessoal

Segundo a própria direção do hospital André Maggi, o improviso vinha sendo usado há muitos anos. De acordo com a diretora Maria Helena da Costa Pinto Nothagil, muitas vidas foram salvas ali. O recém-nascido da imagem ficou na imcubadora por 23 dias. Depois, foi transferido para uma UTI em outro município.

Caso solucionado

Após a viralização da postagem da deputada, o hospital ganhou duas incubadoras para atender os bebês. A médica responsável da cidade de Colniza foi até Alta Floresta-MT para receber a doação da Secretaria de Saúde do estado.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE



Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade