Siga o Jornal de Brasília

Brasil

Homem abre fogo contra fiéis de igreja em Paracatu-MG

Ao menos duas mortes ocorreram após o atentado

Da redação
[email protected]

Um homem invadiu e disparou várias vezes contra fiéis de uma igreja em Paracatu-MG, cidade que fica a 234 km do Distrito Federal. O ato aconteceu na noite desta terça-feira (21), na Igreja Batista Shalon, situada no Bairro Bela Vista. O ex-militar da Aeronáutica Rudson Aragão Guimarães, 39, foi o autor dos disparos.

Segundo o major da polícia militar local, Flávio Santiago, o homem teria ido mais cedo até à casa da mãe, onde ela estava acompanhada de uma filha e da ex-namorada do suspeito. Rudson teria desferido um golpe de faca no pescoço da ex, que morreu no local.

O homem seguiu até a igreja batista onde ocorria uma reunião com aproximadamente 20 pessoas. Rudson então atirou na cabeça de um senhor que estava no local, recarregou a arma, matou outras duas senhoras com um tiro na cabeça.

Suspeito do ataque foi baleado por militares em Paracatu e levado para hospital. Foto: Divulgação/PMMG

As autoridades já se encontravam na igreja e tentavam a negociação com o atirador, que portava uma garrucha calibre .36 — arma de cano curto, que só dispara um tiro por vez. Sem êxito, a PMMG precisou disparar contra Rudson. O tiro, de fuzil, atingiu a clavícula.

As vítimas do atentado ainda se encontram no hospital de Paracatu, assim como o autor do ataque, que permanece em estado grave. Segundo a Polícia militar, algumas pessoas tentaram invadir o local para matar Rudson, mas foram contidos.

Rudson é ex-militar da Aeronáutica. Foto: Reprodução

As autoridades ainda investigam o real motivo do caso, no entanto, já suspeitam de crime passional. A intenção do assassino era matar o pastor, que é casado com a ex-namorada dele. O pastor conseguiu fugir na hora do ato, mas foi ferido no pé.

“Se a polícia não chegasse rápido, a situação seria muito pior, pois ele ainda tinha seis munições intactas”, disse o major Flávio Santiago, porta-voz da PM de Minas. As causas do ataque ainda serão investigadas. Vídeos de moradores, publicados nas redes sociais, mostravam a aglomeração de pessoas ao redor da igreja no fim da noite.

Publicidade
Publicidade
  • CHARGE DO DIA