fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Brasil

Fraude no Postalis é investigada pela PF

Mandatos foram cumpridos em Brasília, São Paulo, Recife e Maceió, em endereços ligados a Milton Lyra Filho e empresas utilizadas por ele

Aline Rocha

Publicado

em

Foto: Agência Brasil
PUBLICIDADE

Na última semana a Polícia Federal deflagrou a Operação Combustão, com o objetivo de cumprir 30 mandados de busca e apreensão em desfavor de integrantes de organização criminosa acusada de fraudes milionárias contra o fundo de pensão dos servidores dos Correios.

Os mandatos foram cumpridos em Brasília, São Paulo, Recife e Maceió, em endereços ligados a Milton Lyra Filho e empresas utilizadas por ele para lavagem de dinheiro e ocultação de provas.

Milton já era investigado pela força-tarefa Postalis do Ministério Público Federal (MPF), sendo apontado como líder de organização criminosa acusada de crimes contra o Sistema Financeiro Nacional, tráfico de influência e lavagem de capitais, estimando o recebimento de R$ 87 milhões.

O pedido de prisão do investigado foi feito pelo MPF mas o requerimento foi indeferido pela Justiça.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE



Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade