fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Brasil

Empresas de BH teriam fornecido álcool em gel inadequado para a polícia do RS

Havia disparidade entre as informações do rótulo e o produto em si, afirma a Polícia Federal. Agentes cumprem mandados de busca e apreensão nesta terça (1)

Avatar

Publicado

em

ALCOOL GEL
PUBLICIDADE

A Polícia Federal realiza, nesta terça-feira (1), uma operação contra empresas suspeitas de cometer crime contra a saúde pública. Empresas de Belo Horizonte-MG teriam fornecido álcool em gel inadequado para a polícia do estado do Rio Grande do Sul.

As investigações se iniciaram em agosto, em Porto Alegre-RS. A PF identificou, por meio de perícia, que o álcool gel comprado pelos gaúchos não era compatível com exigências medicinais. Havia disparidade entre as especificações do rótulo e o produto em si. Isso significa dizer que os itens não eram eficazes contra a covid-19.

Nesta terça (1), são cumpridos quatro mandados de busca e apreensão em Minas Gerais. A operação é realizada em conjunto com a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e a Vigilância Sanitária da Prefeitura de BH.

Os envolvidos poderão responder pelos crimes de falsificação, corrupção, adulteração ou alteração de produto destinado a fins terapêuticos ou medicinais e estelionato. As penas podem chegar a 22 anos de prisão.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE



Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade