fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Brasil

Doria diz que alta de infecções, ocupação de UTI e mortes por covid preocupam

João Doria relatou, ainda, não ter recebido qualquer telefonema do chefe da Pasta federal, Eduardo Pazuello

Avatar

Publicado

em

PUBLICIDADE

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), afirmou nesta quinta-feira que está preocupado com o aumento das infecções, da taxa de ocupação de leitos de UTI e das mortes por covid-19 no País e no seu Estado. Ao responder pergunta sobre a declaração do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) de que, na sua visão, o Brasil estaria no “finalzinho da pandemia, o secretário de Saúde paulista, Jean Gorinchteyn, pontuou que não só o País não está perto de se ver livre do surto como é necessário que autoridades se mantenham vigilantes sobre a aceleração do contágio.

Coordenador executivo do comitê de Saúde do governo de São Paulo, João Gabbardo classificou a fala do presidente como “mais uma previsão completamente equivocada”. “Convido o presidente Jair Bolsonaro a salvar vidas. Cada dia perdido são mais pessoas que morrem”, disse Doria.

Em entrevista coletiva nesta quinta-feira pelo início da produção da Coronavac no Instituto Butantan, o governador reiterou o desejo de que o Ministério da Saúde se manifeste claramente no sentido de que a vacina, desenvolvida em parceria com a farmacêutica chinesa Sinovac, será incluída no programa nacional de imunização. Ele relatou, ainda, não ter recebido qualquer telefonema do chefe da Pasta federal, Eduardo Pazuello.

Estadão Conteúdo

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE



Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade