fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Brasil

Cuba vence a Polônia de virada e colam nas brasileiras

Avatar

Publicado

em

PUBLICIDADE
Mesmo começando atrás, a seleção feminina de Cuba soube manter a calma e conseguiu uma boa virada para passar pelas polonesas na sétima rodada do Grand Prix de vôlei. Com parciais de 18/25, 25/27, 25/15, 25/16 e 15/9, as cubanas chegaram à quinta vitória no torneio e permanecem na cola do Brasil, que lidera com sete e dois pontos a mais (14 a 12).

Após a sétima derrota consecutiva, o treinador polonês não escondeu sua decepção. “Depois dos dois primeiros sets, eu realmente pensei que podíamos ter vencido esta partida. Mas, infelizmente, as cubanas jogaram muito melhor do que nós no terceiro e no quarto sets”, disse Ryszard Niemczyk.

Apesar de terem começado atrás, as cubanas mostraram mais vontade do que as polonesas durante todo o jogo. O time europeu deixou-se convencer que a partida estava ganha e acreditou na vantagem, o que acabou custando caro depois. No primeiro set, Cuba cometeu muitos erros e a Polônia logo abriu 8/3. Depois de um tempo técnico, as polonesas mantiveram sempre uma vantagem de pelo menos quatro pontos antes de fechar o set em 25/18.

As cubanas voltaram com mais força para a segunda parcial e abriram 4/0, quando foi a vez do técnico polonês pedir um tempo. A Polônia se mobilizou e diminuiu a diferença para 5/4 antes de virarem para 10/9. Com as duas seleções se revezando na frente e chegando a empatar em 25/25, as européias marcaram dois pontos seguidos e fecharam em 27/25 o segundo set.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cuba novamente mostrou agressividade no terceiro e chegou a abrir 8/4. Com uma Polônia excessivamente relaxada, as centro-americanas aproveitaram e desceram o braço nas cortadas e nos saques, vencendo com um rápido 25/15.

As européias não entenderam o golpe e continuaram demonstrando despreocupação na partida, incapazes de deter o avanço adversário. Aproveitando o melhor momento, as cubanas empataram a partida ao fazer 25/16.

No tie break, depois de fazer 5/3, Cuba não poderia mais ser detida e conseguiu firmar sua reação. Com 14/9 no placar, Rosir Calderón fechou o jogo com uma cortada pela esquerda.

Nas outras partidas desta rodada, a vice-líder Rússia venceu a Coréia do Sul por 21/25, 25/22, 25/20, 21/25 e 15/7 em Bangcoc, enquanto o Japão jogou em casa e passou apertado pela República Dominicana por 25/16, 18/25, 25/16, 15/25 e 16/14. A Tailândia, outra anfitriã, perdeu para os Estados Unidos por 29/27, 25/15 e 27/25, ao passo que a China bateu o Azerbaijão por 25/18, 25/20, 19/25 e 26/24.




Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade