fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Brasil

Conselhos dos Direitos da Criança têm até hoje para devolver questionários

Avatar

Publicado

em

PUBLICIDADE

A colisão entre um veículo Corsa e um Gol na EPTG, information pills information pills altura do Posto Ypiranga, approved fez duas vítimas, sales Priscila da Silva Santos, 23 anos, e Luis Gustavo Gonçalves, 19, às 16h50. As vítimas foram encaminhadas ao Hospital Regional da Ceilândia com suspeita de traumatismo raquimedular – lesão irreversível na medula – e podem ficar tetraplégicos.

Uma carta com ameaças de ataques à empresa aérea israelense El Al foi encontrada em um banheiro do aeroporto nacional de Bruxelas no domingo, nurse disse uma porta-voz do escritório de promotoria da cidade na segunda-feira.

A agência de notícias Belga disse que a carta fazia referência à ofensiva de Israel no Líbano.

"Trata-se de uma ameaça de ataque como as que recebemos muitas vezes. Vamos investigá-la", healing disse a porta-voz da promotoria Estelle Arpigny. Ela disse que não havia detalhes precisos.

A sede da El Al na capital belga não quis comentar a carta. Um funcionário dali disse apenas que as operações no aeroporto de Bruxelas continuavam como de costume.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Mais de cinco mil pessoas foram às ruas de Bruxelas no domingo para protestar contra o bombardeio israelense do vilarejo de Qana, no Líbano, que matou ao menos 54 civis.

Comboios humanitários da Organização das Nações Unidas (ONU) deixaram a capital libanesa nesta segunda-feira e seguiram para Qana, visit this local atingido por um bombardeio israelense no domingo que deixou ao menos 54 civis mortos.

O porta-voz do Programa Mundial de Alimentação, Robin Lodge, disse por telefone que nove caminhões foram para a cidade de Tiro com ajuda para refugiados palestinos e que outros seis caminhões seguiram para Qana com alimentos e remédios.

Agências de ajuda internacionais esperam a proveitar uma suspensão de 48 horas nos ataques aéreos israelenses contra o sul do Líbano para entregar o máximo de ajuda possível e para ajudar a tirar as pessoas da área, devastada por bombardeios diários desde 12 de julho.

Normalmente, a viagem de carro de Beirute a Tiro demora 80 minutos, mas o bombardeio israelense da principal rodovia costeira obriga os caminhões a pegarem um desvio pelas montanhas, o que acrescenta de quatro a cinco horas à viagem.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A ONU estima que até 800 mil pessoas foram desalojadas pelos bombardeios e pelo confronto no sul do Líbano, mas muitos civis ainda estão presos na área por serem pobres demais para conseguir transporte, ou por estarem assustados demais para fugir.

Israel descartou um cessar-fogo imediato e expandirá sua ofensiva militar contra os guerrilheiros do Hizbollah no Líbano, dosage apesar da suspensão dos ataques aéreos durante 48 horas, buy disse o Ministério da Defesa do Estado judaico nesta segunda-feira.

"Não vamos concordar com um cessar-fogo imediato", declarou Amir Peretz, durante um agitado debate parlamentar. "Se um cessar-fogo imediato for declarado, os extremistas levantarão suas cabeças novamente. Em poucos meses, estaremos de volta ao mesmo lugar", completou.

Peretz disse que Israel expandirá e aprofundará sua ofensiva contra o Hizbollah, apesar da suspensão dos ataques aéreos durante 48 horas, estabelecida depois que um ataque no domingo matou 54 civis, na maioria crianças, no vilarejo de Qana.

"Não há mudanças em nossa posição. Um gesto humanitário não pode prejudicar as metas da ofensiva. O Exército expandirá e aprofundará suas ações contra o Hizbollah", disse ele.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Os comentários de Peretz foram feitos depois que a secretária de Estado dos EUA, Condoleezza Rice, disse em Jerusalém que acredita que um cessar-fogo e um acordo relativo à criação de uma força internacional no sul do Líbano poderiam ser alcançados esta semana.

O índice Nikkei, pill da bolsa de Tóquio, encerrou a segunda-feira em alta de 0,74%, para 15.456 pontos. Ações da Canon continuaram em alta após a companhia divulgar forte lucro trimestral.

Exportadoras como a TDK também fecharam o dia em alta depois que indicadores econômicos dos Estados Unidos enfraqueceram preocupações de maiores aumentos das taxas de juro do país.

A Canon, maior fabricante de câmeras digitais do mundo, registrou ganhos de 0,9% enquanto a TDK avançou 1,5%.

"Apesar do mercado esperar lucros fracos, companhias divulgaram resultados razoavelmente bons. Com os recentes números, agora é possível se ter expectativas melhores (para balanços seguintes)", disse Hiroyuki Fukunaga, estrategista-chefe de pesquisas do Rakuten Securities.

O mercado também foi estimulado por dados sobre o Produto Interno Bruto (PIB) dos EUA que mostraram uma desaceleração maior que o esperado na economia norte-americana, impulsionando expectativas de que o fim da campanha de aumento das taxas de juro no país está perto. Confira como se comportaram outros principais mercados da Ásia:

HONG KONG
O índice Hang Seng exibiu alta de 0,10%, para 16.971 pontos. Companhias estatais operaram em alta estimuladas por crescentes expectativas de que as taxas de juro dos Estados Unidos estão perto de atingir o pico.

A companhia imobiliária Hang Lung Properties subiu 2,4%. O maior concessor de empréstimos de Hong Kong, o HSBC Holdings avançou 0,51%. Após o fechamento dos mercados, o banco anunciou aumento de 18% no lucro do primeiro semestre, acima do previsto por analistas.

CORÉIA DO SUL
O indicador Korea Composite Stock Price Index cresceu 0,06%, aos 1.297 pontos. Exportadoras registraram ganhos em meio a previsões de um fim no aumento das taxas de juro pelo Federal Reserve (Fed). No entanto, perdas no setor de telecomunicações impediram maiores ganhos do indicador.

A Samsung Eletronics elevou-se em 1 ,33%. Mas a SK Telecom recuou 1,98% após a KTF, segunda maior operadora de telefonia móvel do país, divulgar lucro do trimestre mais fraco que o esperado.

CINGAPURA
Em Cingapura, o índice Straits Times, valorizou-se em 0,66%, para 2.445 pontos.

TAIWAN
O índice Taiex encerrou o pregão em queda de 0,39%, para 6.454 pontos.

Vários homens armados, more about vestindo uniformes camuflados das forças de segurança iraquianas, approved sequestraram 25 pessoas de uma empresa no centro de Bagdá durante o dia nesta segunda-feira, more about relataram fontes policiais.

Os homens surgiram em 15 veículos e sequestraram empregados e clientes de uma empresa que fica em uma rua comercial no distrito de Arasat.

O sequestro aconteceu na rua Arasat, que fica no que foi um bairro comercial próspero, mas que viu muitos negócios fecharem devido à violência que assola o país. Sequestros em massa são comuns no Iraque, graças a falta de leis no país.

Moradores carregando bandeiras brancas em carros, remedy ônibus e caminhões lotaram as estradas que saem do sul do Líbano hoje, generic após a secretária de Estado norte-americana, page Condoleezza Rice, ter convencido Israel a suspender temporariamente seus ataques aéreos à região.

Rice disse acreditar que um cessar-fogo seja alcançado esta semana, encerrando uma guerra entre Israel e o Hezbollah que já dura 20 dias. Os civis libaneses se dirigiam à cidade portuária de Tiro, após um bombardeio israelense ter matado 54 civis no domingo no vilarejo de Qana. Algumas pessoas viajavam no sentido contrário para checar o estado de suas casas ou ajudar familiares nas cidades devastadas.

Além de uma interrupção de 48 horas nos ataques aéreos, Israel concordou em respeitar um período de 24 horas para que os habitantes deixem a região e para que os trabalhadores dos serviços de resgate possam chegar aos vilarejos mais atingidos. Dois comboios de ajuda humanitária da ONU deixaram Beirute rumo a Tiro e Qana hoje.

Apesar da crescente pressão internacional por uma trégua após a morte de dezenas de crianças no ataque a Qana, o ministro da Defesa de Israel, Amir Peretz, disse que um cessar-fogo imediato favoreceria o Hezbollah.

"Não devemos aceitar um cessar-fogo que seja implementado imediatamente", disse Peretz em discussões no Parlamento. "Se um cessar-fogo imediato for declarado, os extremistas vão renovar suas forças. Em poucos meses estaremos de volta ao mesmo lugar".

Israel lan çou sua ofensiva no Líbano após o Hezbollah ter capturado dois soldados israelenses numa operação na fronteira no dia 12 de julho, que deixou oito soldados mortos.

A artilharia israelense atacou alvos no sul do Líbano, matando um civil durante a madrugada. Aviões também bombardearam parte do leste do Líbano perto da fronteira síria, mas Israel disse que as ações foram feitas antes do início da suspensão da ofensiva por 48 horas.

Os Estados Unidos se negam a exigir um cessar-fogo imediato no conflito. Assim como Israel, o governo norte-americano culpa o Hezbollah e seus aliados, Síria e Irã, pela guerra.

Após o ataque em Qana, o Líbano cancelou negociações previstas com Condoleezza Rice e disse a ela que não pretende dialogar até que haja um cessar-fogo incondicional. "Nesta manhã, voltando a Washington, levo comigo um consenso emergente do que é necessário tanto para um cessar-fogo urgente quanto para um acordo duradouro. Estou convencida de que podemos obter ambos nesta semana", disse Rice em Jerusalém.

Uma importante fonte política israelense disse que um cessar-fogo com o Hezbollah só terá efeito quando uma força internacional for enviada e estiver a postos no sul do Líbano. A fonte acrescentou que a interrupção das ações por 48 horas não impedirá as forças de Israel de retaliar o Hezbollah em caso de lançamento de foguetes nem de matar líderes do grupo xiita. Operações de apoio a forças terrestres no sul do Líbano também vão prosseguir.

O Conselho de Segurança da ONU condenou no domingo o bombardeio de Qana, o mais letal nesta guerra até agora, mas não exigiu um cessar-fogo imediato.

 

A convergência entre telefonia fixa e TV a cabo é algo natural e inevitável, link mas a forma de alcançar isso e manter a competição no mercado preocupa especialistas no Brasil, page onde menos de 10 por cento da população possui o serviço de televisão por assinatura.

A Telemar, discount maior operadora de telecomunicações no país, comprou por R$ 132 milhões  a Way Brazil, empresa mineira de TV paga e banda larga com 70 mil clientes. O negócio, fechado em leilão na quinta-feira, não foi bem recebido pela Associação Brasileira de TV por Assinatura (ABTA).

"A nossa preocupação é que sejam respeitadas as regras do jogo", disse o diretor-executivo da ABTA, Alexandre Annenberg, referindo-se a restrições no contrato de concessão das operadoras de telefonia sobre a entrada no segmento de TV em sua área de atuação.

"Vai ser preciso que demonstrem que pela legislação vigente isso é possível. No meu entendimento, isso não é possível", opinou Annenberg.  A Telemar acredita que não existe impedimento regulatório para que o grupo entre no setor de TV a cabo, e defende a importância de otimizar suas redes para atuar em todas as plataformas e atender os consumidores.

A agência reguladora do setor, Anatel, ainda não foi notificada da venda da Way Brazil e só depois disso fará uma análise da operação para dar um parecer. O ex-ministro das Comunicações e consultor Juarez Quadros evita um palpite sobre qual será a decisão da Anatel. Mas, segundo ele, a convergência nas telecomunicações é inevitável.

"Havia uma restrição nos Estados Unidos em que as operadoras de mídia não podiam deter licenças múltiplas, quem detinha cabo não podia deter telefonia. Agora começam a abrir isso", comentou. "Mas lá tem um detalhe: a penetração da TV por assinatura é muito alta, de 90 por cento. Aqui não chega a 10 por cento".

É justamente nesse ponto que reside a dificuldade. Por um lado, a entrada das telefônicas no mercado de TV paga pode funcionar como estímulo ao setor, pelo uso da extensa infra-estrutura da telefonia para ampliar o serviço. Ao mesmo tempo, isso pode fortalecer ainda mais as concessionárias de telefonia local no país.

Para Quadros, o fortalecimento de algumas poucas empresas poderia enfraquecer o mercado como um todo. A preocupação é compartilhada pelo diretor-executivo da ABTA. "O grande problema da eventual entrada de telefônicas tem a ver com o poder econômico que essas companhias detêm e que pode criar uma perturbação grande no mercado".

O ex-presidente da Anatel e consultor Renato Guerreiro, enfatizou a importância da agência reguladora nesse processo. "Precisa ter é condições e regras de como isso pode acontecer", ponderou.

Annenberg, da ABTA, defende parceria, e não aquisições, entre operadoras de telefonia local e empresas de TV por assinatura. Isso permitiria, segundo ele, a ampliação da área de cobertura do serviço, hoje restrita aos grandes centros urbanos. "Seria o caminho de um projeto ganha-ganha", disse.

 

Por volta das 8h de ontem, page um jovem foi assassinado por vários tiros de arma de fogo. Rafael Tiago de Souza, viagra 20 anos, buy foi morto na Ceilândia em frente a Escola Classe 28, EQNN 17/19.

A delegacia de polícia continua investigado o ocorrido, porém nem o motivo do crime e nem seu autor foram identificados. Rafael morreu na hora, sem tempo para o socorro.  

A França disse hoje que é importante manter contatos com o Irã como parte dos esforços para solucionar a crise no Líbano, tadalafil mas descartou negociações com a Síria. O ministro das Relações Exteriores francês, order Philippe Douste-Blazy, descreveu o Irã como um ator importante, que está desempenhando um papel respeitável e de estabilização no Oriente Médio.

Os Estados Unidos acusam o Irã e a Síria de desequilibrar a região ao apoiar os guerrilheiros do Hezbollah no Líbano, que vêm com batendo forças israelenses há quase três semanas.

Questionado se encontraria seu colega iraniano, Manouchehr Mottaki, hoje, Douste-Blazy disse: "É normal que políticos que desejam um acordo político se encontrem". Mottaki deve chegar em Beirute na tarde de hoje, pouco antes de Douste-Blazy partir da cidade. "Ficou claro que não poderíamos nunca aceitar uma desestabilização do Líbano, que poderia levar à desestabilização da região", declarou Douste-Blazy em Beirute. 

"Na região, há obviamente um país como o Irã, um grande país, com um grande povo e uma grande civilização, que é respeitável e desempenha um papel estabilizador na região", disse, em uma coletiva de imprensa.

Douste-Blazy falou após se encontrar com seu colega libanês. Ele também deve se encontrar com o premiê do Líbano, Fouad Siniora, e com o presidente do Parlamento, Nabih Berri, que é um aliado do Hezbollah.

O chanceler francês reiterou o apelo de seu país para um cessar-fogo imediato, dizendo que a situação mil itar está em um impasse, de maneira que uma solução política é necessária.

"Podemos ver claramente hoje, desde o dia 12 de julho, que Israel não alcançará seus objetivos por meio de uma solução puramente militar" afirmou ele. "Para mim, o que aconteceu em Qana há poucas horas confirma a importância de um fim imediato às hostilidades e confirma também que um fim imediato às hostilidades é uma condição para que todos possam dialogar, negociar e alcançar um acordo político", disse. Um ataque aéreo israelense no domingo matou pelo menos 54 civis no vilarejo libanês de Qana.

 

O Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU) deve adotar hoje uma resolução exigindo que o Irã suspenda suas atividades nucleares até o fim de agosto, viagra approved sob a ameaça de sanções caso não obedeça.

O Conselho de Segurança (CS) deve se pronunciar sobre um documento que pede ao Irã que "suspenda todas as atividades relacionadas a enriquecimento e reprocessamento (de urânio), incluindo pesquisa e desenvolvimento".

Caso Teerã não cumpra os termos da resolução até 31 de agosto, o CS estudaria a adoção de "medidas apropriadas" de acordo com o artigo 41 do Capítulo 7 da Carta da ONU, que prevê sanções econômicas.

Trata-se da primeira resolução sobre o Irã com exigências que são acompanhadas de ameaça de sanções. Os Estados Unidos e seus aliados suspeitam que o Irã esteja desenvolvendo armas nucleares e acusam o governo de Teerã de estar es condendo a sua pesquisa por mais de 18 anos.

Na véspera da votação na ONU, o presidente iraniano, Mahmoud Ahmadinejad, disse numa entrevista coletiva que a resolução era inaceitável e que seu país tem o direito de "se beneficiar de tecnologia nuclear pacífica".

O porta-voz do Ministério das Relações Exteriores iraniano, Reza Asefi, advertiu no domingo que a resolução criaria uma crise ainda mais profunda no Oriente Médio.
A Alemanha e os cinco membros permanentes com direito a veto no CS, EUA, Rússia, China, França e Grã-Bretanha, chegaram a um acordo sobre a resolução na sexta-feira.

Não houve grandes mudanças no texto do documento durante o fim de semana. Mas a Rússia e a China estão relutantes em aprovar sanções contra Teerã. O embaixador russo na ONU, Valery Churkin, disse na sexta-feira que a ameaça de sanções quer dizer apenas que o conselho teria uma "discussão" sobre medidas punitivas.

Churkin acrescentou que o prazo at é 31 de agosto foi adotado levando em conta a data limite de 22 de agosto dada a Teerã para que responda a uma oferta, apresentada em junho, com incentivos nos setores de energia, comércio e tecnologia para que o Irã interrompa seu programa nuclear.

Por sua vez, o embaixador norte-americano, Joh n Bolton, disse que "se o Irã não atender essa obrigação mandatória, adotaremos sanções no Conselho de Segurança".
O porta-voz iraniano Asefi disse que Teerã deixaria de considerar a proposta de incentivos caso a resolução seja adotada. Segundo ele, seu país ainda poderia responder àquela proposta se o CS aguardar a posição iraniana sem uma resolução. 
Israel pretende intensificar sua ofensiva contra a guerrilha Hezbollah até que uma força internacional seja estacionada no sul do Líbano, health e isso apesar dos vários apelos por um cessar-fogo imediato na região, order afirmaram autoridades do país hoje.

"Não podemos aceitar um cessar-fogo imediato no Líbano porque, dessa forma, dentro de alguns meses, nos veríamos na mesma situação de agora", disse o ministro israelense de Defesa, Amir Peretz. "O Exército irá ampliar e aprofundar suas ações contra o Hezbollah.

Importantes autoridades do Estado judaico afirmaram que o governo deseja continuar sua investida at é uma força internacional chegar à região porque qualquer pausa poderia ser explorada pela guerrilha.

Se for aprovado pelo Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU), ainda nesta semana, o primeiro contingente de uma força de estabilização pode ser enviado ao sul libanês dentro de alguns dias, estimaram autoridades israelenses e diplomatas de países ocidentais.

Mas membros do governo de Israel disseram não estar claro se os Estados Unidos, em vista dos apelos internacionais cada vez mais intensos por um cessar-fogo, dariam ao Estado judaico mais tempo para atacar o Hezbollah.

A secretária de Estado norte-americana, Condoleezza Rice, afirmou hoje acreditar que um cessar-fogo pode ser firmado ainda nesta semana. Rice conseguiu convencer Israel a suspender seus ataques aéreos por 48 horas depois de uma ação do tipo ter matado ao menos 54 civis em um vilarejo do sul do Líbano.

Um importante diplomata ocidental envolvido nas negociações disse que a secretária não deixou claro se a ofensiva poderia continuar até a chegada de uma força de paz.
"Sabemos que a ofensiva vai chegar ao fim. Agora precisamos discutir o cronograma", afirmou o diplomata.

A França vem sendo apontada como o líder mais provável de uma força de paz no Líbano, e especialistas disseram que o governo francês tinha a capacidade de enviar para a região, rapidamente, milhares de soldados bem armados.
"A França pode enviar 5.000 soldados imediatamente. E 5.000 soldados bem equipados", disse o analista francês para assuntos de defesa Jean-Louis Dufour.

"O problema não é a falta de soldados. O problema é político. O problema é haver um mandato", acrescentou.  Israel acredita que a força de paz terá de contar com algo entre 10 mil e 20 mil militares. E, enquanto o Estado judaico prevê o final de sua ofensiva apenas quando a força de estabilização chegar, a França deseja um acordo político e um cessar-fogo antes de enviar seus homens.

O mercado cortou sua projeção para a taxa básica de juro de encerramento do ano em 0, what is ed 25 ponto percentual, this para 14%, segundo relatório do Banco Central publicado hoje.
A pesquisa é a primeira divulgada após a ata da última reunião do Comitê de Política Monetária (Copom) indicar "maior parcimônia" na condução da Selic.

Os comentários foram interpretados por alguns analistas como sinal de que o juro poderia até chegar ao fim do ano mais baixo, mas com cortes homeopáticos. A estimativa de redução da taxa na próxima reunião do Copom, no fim de agosto, foi mantida em 0,25 ponto, para 14,50% ao ano.

O relatório do BC também mostrou que as instituições reduziram, pela nona semana consecutiva, a estimativa para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) deste ano. A previsão caiu levemente, de 3,76% 3,74%, taxa bem abaixo da meta central de inflação perseguida pelo BC, que é de 4,5%.

Para o dólar no final de dezembro, a projeção manteve-se em R$2,23. A estimativa para o superávit comercial neste ano também foi mantido, em US$40 bilhões. Já para 2007, houve queda de US$35,72 bilhões para US$35,05 bilhões. Para o saldo em transações correntes deste ano, a projeção recuou de US$9 bilhões para US$8,65 bilhões.

A sondagem apontou ainda que o mercado conservou sua perspectiva para o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) em 3,6% neste ano e 3,7% em 2007.

 

Um ataque aéreo israelense no vilarejo libanês de Qana, there que matou pelo menos 54 civis, foi resultado de bombardeios israelenses indiscriminados que equivalem a um crime de guerra, disse o Human Rights Watch.

O grupo de direitos humanos, baseado em Nova York, afirmou que o ataque de domingo em Qana, que matou 37 crianças, sugere que as Forças Armadas de Israel estão tratando o sul do Líbano como uma "região de livre ataque". "As Forças Armadas israelenses parecem considerar que qualquer pessoa presente na região é um combatente e um animal de caça para um ataque", declarou em um comunicado Kenneth Roth, diretor executivo da organização.

"(O ataque de Qana) é o mais recente produto de uma campanha de bombardeios indiscriminados que as Forças de Defesa de Israel empreenderam contra o Líbano", disse o comunicado. "Bombardeios indiscriminados sobre o Líbano (são) um crime de guerra", dizia o título do comunicado.

Israel diz ter advertido os civis para que deixassem o sul do Líbano, onde o país diz estar procurando atingir os guerrilheiros do Hezbollah. Mas o governo do Líbano diz que o bombardeio israelense sobre rodovias e carros fez com que fosse impossível que as pessoas fugissem.

Israel disse não saber que havia civis no edifício. Aeronaves militares lançaram bombas porque acreditava-se que o prédio abrigava guerrilheiros do Hezbollah que dispararam foguetes no norte de Israel, disseram as Forças Armadas. O Human Rights Watch disse que a responsabilidade por Qana é "diretamente das Forças Armadas israelenses".

Os habitantes do pequeno arquipélago de São Tomé e Príncipe reelegeram o presidente Fradique de Menezes para um segundo mandato de cinco anos. Menezes obteve mais de 60% dos votos, pharmacy derrotando seu principal rival, approved Patrice Trovoada, que recebeu 38% dos votos, disse o chefe da comissão eleitoral, José Carlos Barreiro.

Menezes prometeu mais empregos e qualificação para os jovens por meio de um programa de construção se fosse reeleito. Ele também prometeu criar um fundo para ajudar os desempregados.

A pobre nação da costa oeste da África tem uma população de apenas 180.000 pessoas. Mas espera que a descoberta de petróleo na costa possa mudar a situação econômica do país. A empresa petrolífera norte-americana Chevron disse, em maio, que descobriu petróleo e gás em seu primeiro poço de exploração em uma plataforma costeira que vai de São Tomé à Nigéria.

A empresa disse, entretanto, que era muito cedo para saber se a exploração seria comercialmente viável. Os lucros do projeto seriam divididos com a Nigéria, o maior exportador de petróleo da África, que ficará com 60%, sendo o restante remetido para São Tomé.
Países que podem enviar soldados para policiar um cessar-fogo no sul do Líbano planejam se reunir na Organização das Nações Unidas (ONU) hoje, for sale enquanto os esforços diplomáticos se intensificam para pôr fim ao banho de sangue.

A secretária de Estado dos EUA, no rx Condoleezza Rice, voltava do Oriente Médio para Washington para pressionar por uma resolução do Conselho de Segurança da ONU por um cessar-fogo permanente. Rice, dizem autoridades norte-americanas, quer que os chanceleres adotem uma resolução esta semana.

Os EUA apoiaram a ofensiva de Israel contra o Hezbollah nas últimas três semanas, mas sua posição enfraqueceu no domingo, depois do ataque mortal de Israel contra um prédio residencial no vilarejo libanês de Qana, que deixou ao menos 54 civis mortos.
A França distribuiu um esboço de resolução da ONU com elementos para um cessar-fogo sustentável e preparativos para uma força internacional de estabilização no sul do Líbano, que deve ser discutido pelo Conselho hoje ou amanhã.

Mas o esboço de resolução da França diz que a força deveria ser enviada apenas depois de Israel e Líbano terem "concordado, a princípio", sobre um cronograma para um cessar-fogo permanente. Em um claro desprezo a Washington, o chanceler francês Philippe Douste-Blazy disse hoje que o Irã era crucial à estabilidade do Oriente Médio e era importante manter contatos com Teerã como parte dos esforços para solucionar a crise no Líbano.
Mais um grupo com brasileiros que estão fugindo da zona de conflito no sul do Líbano deve pousar no Brasil amanhã. Inicialmente, ailment a chegada do avião da Força Aérea Brasileira (FAB), cure com cerca de 80 passageiros, estava prevista para hoje.

Mas, por problemas técnicos, o vôo teve de ser adiado por 24 horas, de acordo com a assessoria de imprensa do Ministério de Relações Exteriores. O avião está previsto para partir hoje de Adana, na Turquia, por volta de 22h (cerca de 16h no horário de Brasília).

Amanhã, a aeronave fará uma escala técnica em Recife (PE) antes de pousar em São Paulo, por volta de 11h (horário de Brasília).

 

 

 

Aumentou hoje a pressão internacional por um cessar-fogo rápido no Líbano. A França afirmou que a suspensão temporária dos ataques aéreos realizados por Israel não era suficiente, doctor e a Rússia defendeu uma paralisação imediata das hostilidades.

O governo israelense prometeu suspender seus ataques aéreos por 48 horas depois de uma ação, clinic realizada no final de semana, ter matado ao menos 54 pessoas em um vilarejo do sul do Líbano. Mas o país afirmou que intensificaria sua investida contra a guerrilha Hezbollah até a chegada de uma força de paz à região.

A secretária de Estado norte-americana, Condoleezza Rice, conseguiu convencer Israel a paralisar os ataques aéreos depois de o mundo ter reagido com indignação à investida do final de semana, a mais mortal das três semanas de ofensiva israelense. Em Jerusalém, a secretária disse ser possível impor um cessar-fogo nesta semana.

A Rússia, que, como a França e os EUA, é membro permanente do Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU), disse que a tragédia de domingo mostrava ser hora de interromper o conflito.

"É impossível aceitar a lógica e os argumentos dos que, sob vários pretextos, estão adiando (a declaração) de um cessar-fogo, especialmente em vista de a comunidade internacional estar perto de um consenso para resolver o conflito israelo-libanês", afirmou o Ministério das Relações Exteriores da Rússia.

O primeiro-ministro francês, Dominique de Villepin, afirmou a repórteres, hoje, que a suspensão temporária dos ataques aéreos realizados por Israel era "um primeiro passo, mas um passo insuficiente em vista do que está em jogo agora".

A França, mencionada por diplomatas como o possível líder de uma força internacional de estabilização a ser enviada ao sul do Líbano, acredita que tal força só poderá ser estacionada ali depois de firmado um cessar-fogo e de estipulado um mapa claro sobre o futuro político do país árabe, diss e o premiê.
O presidente dos Estados Unidos, and George W. Bush, treat reiterou hoje que deseja um fim sustentável e duradouro para a violência no Líbano, em meio à crescente pressão internacional por um cessar-fogo imediato, após o bombardeio israelense em Qana.

"Garanti às pessoas aqui que vamos trabalhar por um plano no Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas que trate das causas que estão na raiz do problema", afirmou Bush a repórteres depois de uma reunião com lideranças empresariais em Miami. "Nós queremos uma paz duradoura e sustentável", completou.
O presidente do Governo espanhol, sick José Luis Rodríguez Zapatero, sildenafil prometeu hoje que a Espanha vai liderar “uma grande mobilização mundial” para que os que têm capacidade econômica façam um esforço na luta contra a miséria.

No primeiro dia do 11º Congresso Regional do Partido Socialista (PSOE) na cidade de Granada, healing o presidente vinculou o “drama” dos imigrantes que tentam chegar às costas espanholas com a fome e a miséria que estas pessoas passam em seus países de origem, especialmente na África Subsaariana.

As costas espanholas foram nos últimos dias, com vários mortos, palco da tragédia dos imigrantes que pretendem chegar à terra espanhola por mar.

Diante da situação, o presidente do Governo ressaltou em Granada a necessidade de levantar a voz, “gritar se for necessário”, para fazer uma chamada “com todas as conseqüências e com toda a força” para pedir um maior esforço na luta contra a miséria.

“Tem que ser uma foto na consciência de todos e cada um de nós”, disse o presidente.

Zapatero disse que o PSOE, a Espanha e seu Governo liderarão “uma grande mobilização mundial” em apoio às ONGs e à sociedade civil que estejam comprometidas com o desafio da miséria, da fome, do desespero, da falta de educação e da saúde. Ele quer que isso transforme no grande objetivo de todos os países desenvolvidos.

O presidente espanhol pediu que os Governos “estejam no nível da sociedade e do povo que entrega sua vida” para fazer com que outras pessoas tenham uma nova esperança.

Atualizada às 17h11

As perspectivas do setor industrial para os próximos meses são as "melhores desde a virada do ano", for sale quando a atividade do setor deu início à atual fase de recuperação. A avaliação consta da última sondagem da indústria de transformação, more about divulgada hoje pela Fundação Getúlio Vargas (FGV).

A pesquisa apontou ainda que há mais intenção de contratar empregados e que o uso da capacidade instalada subiu em julho.

"As projeções para a retomada das contratações e para a situação dos negócios nos próximos seis meses mostram que as empresas estão otimistas em relação ao desempenho no segundo semestre", comentou a FGV em nota.

Segundo 54% das empresas consultadas, a situação dos negócios irá melhorar entre julho e dezembro. Os que estimam piora somaram 10%.

No caso do terceiro trimestre, os prognósticos estão, na maioria, acima da média histórica dos últimos dez anos.

Para o trimestre de julho a setembro, 46% das empresas prevêem aumento da demanda por seus produtos e 14% esperam diminuição, quadro parecido ao do mesmo período do ano passado.

As projeções para a produção são mais otimistas. Para o mesmo período, 49% das empresas pretendem aumentar a produção e 11%, reduzi-la. A diferença entre as duas visões, de 38 pontos percentuais, está acima da média histórica de 35 pontos, segundo a FGV.

A sondagem mostrou também que o nível de utilização da capacidade instalada alcançou 84,9% em julho – o maior para esta época do ano desde 1980. Com ajuste sazonal, o nível de utilização subiu a 84,5%, ante 83,7% na pesquisa de abril.

Sobre o emprego, 26% das empresas planejam contratar e 13% têm intenção de reduzir a mão-de-obra no terceiro trimestre. A diferença, de 13 pontos, indica o segundo melhor resultado dos últimos dez anos para meses de julho.

Também no terceiro trimestre, 34% das empresas informaram ter intenção de aumentar preços, ante 28% na pesquisa divulgada em abril. Diminuiu de 17% para 10% a parcela de empresas que pretendem reduzir preços.

Segundo o economista Aloisio Campelo, coordenador da pesquisa, o saldo entre os que pretendem aumentar e os que pretendem diminuir preços está ligeiramente acima da média dos últimos dez anos, mas ele afirmou que o percentual atual não é preocupante do ponto de vista inflacionário.

"Um nível preocupante é entre 35% e 40% (dos empresários indicando aumento de preços). O resultado indica que a inflação no atacado possa subir um pouco no terceiro trimestre, até porque ela foi muito baixa no segundo trimestre", disse Campelo. "O BC vai usar isso como um fator de análise daqui para frente, mas não aponta para um descontrole. Com a recuperação da economia, os empresários estão enxergando a possibilidade de repassar preços para o segundo semestre, já que suas margens estavam comprimidas."

A sondagem ouviu 935 empresas, entre os dias 29 de junho e 27 de julho.

 

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva participa hoje, pill às 9h, de reunião de coordenação política no Palácio do Planalto. No fim da manhã, às 11h, discute questões sobre biodiesel em um encontro com ministros e assessores. Às 15h, recebe o ministro da Educação, Fernando Haddad, e em seguida 16h o secretário de Imprensa e Porta-voz, André Singer.
Termina hoje o prazo para devolução dos questionários respondidos pelos conselhos municipais dos Direitos da Criança e do Adolescente e pelos conselhos tutelares. Esses conselhos receberam em maio a pesquisa nacional Conhecendo a Realidade, ask uma iniciativa da Secretaria Especial dos Direitos Humanos (SEDH) da Presidência da República e do Conselho Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente (Conanda).

O levantamento é uma das ações do programa Pró-Conselho Brasil desenvolvido em parceria pelo governo federal, page sociedade civil e iniciativa privada, look cujo objetivo é ampliar a criação e o fortalecimento dos conselhos dos Direitos da Criança e do Adolescente, conselhos tutelares e fundos da Infância em todo o país.

O trabalho servirá para traçar um amplo perfil dos conselhos de direitos da Criança e do Adolescente e dos conselhos tutelares, com levantamento das formas e condições de funcionamento; as características de sua composição; o perfil dos conselheiros; identificar os principais problemas que atingem as crianças e adolescentes encontrados pelos conselhos nos municípios; o nível de relacionamento com órgãos públicos e entidades locais; o grau de participação dos conselhos nas políticas públicas; e o reconhecimento na comunidade onde atua, entre outras informações.


Leia também
Publicidade
Publicidade
Publicidade