fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Brasil

Ceagesp pede para frequentadores vestirem verde e amarelo durante visita de Bolsonaro

Procurada pela reportagem, a assessoria de imprensa da Ceagesp não se manifestou até a publicação deste texto

Avatar

Publicado

em

Foto: divulgação
PUBLICIDADE

Fábio Zanini
São Paulo, SP

A diretoria da Ceagesp (Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo) tem feito pedido para que funcionários e permissionários compareçam com as cores da bandeira do Brasil, na terça-feira (15), para recepcionar Jair Bolsonaro.

Em convite enviado para grupos de WhatsApp e assinado pelo diretor da Ceagesp, Ricardo Mello Araújo, finaliza orientando a todos que “neste dia, use a camisa ou camiseta com uma das cores da Bandeira Nacional: verde, amarelo, azul ou branco.”

O presidente visitará a Ceagesp na capital paulista, por volta das 14h, e será recebido pelo diretor da companhia. Coronel da reserva da Polícia Militar, Araújo foi aprovado pelo conselho de administração da Ceagesp e nomeado por Bolsonaro, em outubro deste ano, para dirigir a Ceagesp.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Araújo liderou a Rota, a tropa de elite da Polícia Militar, entre agosto de 2017 e fevereiro de 2019. Na ocasião, disse, em entrevista ao Uol, que atuação e abordagem dos policiais tem de ser diferentes nos bairros nobres e na periferia de São Paulo.

Ao tomar posse na Ceagesp, Araújo afirmou que não irá tolerar ‘atos desonrosos’ no maior entreposto de abastecimento da América Latina.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

“A nossa cidade Ceagesp, com 50 mil pessoas, será limpa, limpa. Aqui é fácil, está cercado, e vou buscar na unha. Rato não foge”, afirmou Araújo no vídeo, compartilhado por Bolsonaro. “Confiamos em Deus e no nosso presidente eleito pelo povo, Jair Messias Bolsonaro.”

Procurada pela reportagem, a assessoria de imprensa da Ceagesp não se manifestou até a publicação deste texto.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

No site da companhia semelhantemente ao convite, a visita é anunciada como a ‘primeira vez que um presidente do país, eleito pelo povo, visitará a empresa’. Bolsonaro irá reinaugurar a Torre do Relógio, que passou por reformas.

“O grupo acertou detalhes sobre a recepção e a cerimônia que será realizada com o apoio dos comerciantes para esse momento tão especial”, afirmou texto no portal da Ceagesp.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
>

As informações são da Folhapress




Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade