Siga o Jornal de Brasília

Brasil

Adolescentes gravam tortura e assassinato de menina de 14 anos

A polícia descarta, em primeiro momento, a qualificação do caso como feminicídio, mas a hipótese será apurada.

Publicado

em

Da Redação
[email protected]

Um crime ocorrido à beira do mar em Recife chocou a população. Adolescentes gravaram a tortura e o assassinato de uma menina de 14 anos e publicaram nas redes sociais logo em seguida. Elas foram apreendidas pela Polícia Civil do estado e encaminhadas à Unidade de Atendimento Inicial (Uniai) da Funase, onde estão à disposição da Justiça. 

O crime ocorreu por volta de 9h da última terça-feira (25). A menina foi levada do colégio em que estudava, no Recife, até o local do crime, onde sofreu diversos atos violentos que causaram a sua morte.

As adolescentes que praticaram o crime foram pegas em flagrante e apreendidas por ato infracional equiparado ao homicídio, duplamente qualificado, além de se enquadrarem na Lei Maria da Penha, já que Raissa, a vítima, e uma das meninas que aparecem no vídeo tiveram um relacionamento em 2018. Mesmo separadas, Raissa era alvo de assédio e perseguição por parte da ex-namorada. 

No auge do relacionamento, Raissa chegou a fugir de casa por quase dois meses, na companhia da ex. Ao retornar para casa, se separou. Queixava-se de agressões constantes com faca e queria outro rumo para a vida.

A menina, então, trocou de escola e foi morar com a sua mãe, em Coelhos. Mesmo assim, a ex-namorada continuou a persegui-la e, na terça, atraiu a menina a entrar em um carro e a levou para a praia onde foi assassinada.

A polícia descarta, em primeiro momento, a qualificação do caso como feminicídio, mas a hipótese será apurada.


Você pode gostar
Publicidade
Publicidade
Publicidade
  • CHARGE DO DIA

Publicidade