Siga o Jornal de Brasília

Playground

Fazendinha trará o universo agrário ao Parque da Cidade

Publicado

em

Publicidade

Pensando em um resgate da cultura rural, comum a praticamente todos os cidadãos brasileiros, principalmente o morador da Região Centro-Oeste do País, nasce o projeto A Fazendinha. Afinal, você já parou para pensar que as crianças de hoje em dia vivem em um mundo cada vez mais urbano e distante das nossas raízes? O projeto consiste na instalação de um espaço de convivência com o meio agrário voltado para os moradores de Brasília, principalmente as crianças, focado na valorização das raízes do Brasil. Assim, A Fazendinha traz para o seu filho a oportunidade de ele viver o verdadeiro clima de fazenda. E sem sair da cidade. A taxa cobrada será de R$ 40 (meia) por pessoa.

“A iniciativa apresentará presencialmente cerca de 40 animais. E a criançada vai poder tocar em pelo menos 25 bichos diferentes. A ideia é que elas interajam com diversos bichos, dos quais alguns, com certeza, só conhecidos pela televisão”, adianta a empresária Jorcyane Lima, idealizadora e realizadora do evento.

Animais domésticos

Em âmbito mais próximo às crianças, A Fazendinha irá contribuir de forma determinante para que elas aprendam sobre os animais que vivem no meio rural. Isso porque o contato com animais traz ganhos dos pontos de vista emocional, afetivo, disciplinar, entre outros.

Os animais expostos virão diretamente da fazenda para a cidade, exclusivamente para o evento. Como forma de garantir total segurança às crianças, tratam-se de animais domados, acostumados a lidar com seres humanos.

Entre eles, destacam-se bois, vacas, cavalos, galinhas, galinhas d’angola, bodes, cabras, burros, patos, ovelhas, coelhos entre outros. “Queremos que as crianças vivam o que nossos pais viveram no passado. Passei parte da minha infância na roça, então sou testemunha viva do quanto a vida próxima aos animais é prazerosa”, diz Jorcyane.

Ganhos para a criança

Rica e inovadora, A Fazendinha tem por objetivo despertar o desenvolvimento cognitivo, afetivo e conativo de crianças quanto ao conhecimento e convívio com animais. Por meio de uma estrutura lúdica, num “pedacinho da roça”, os pequenos imergirão nesse contexto, aprendendo mais sobre como os animais nascem, se alimentam, onde vivem, como se deslocam e a cobertura do corpo deles, entre outros temas.

Em parceria com os currículos educacionais, essa interação permitirá às crianças uma nova visão, interação e conhecimento dos animais, além de fixar conteúdos já trabalhados, bem como assimilar novos.

O contato das crianças com os animais também lhes permitirá observar as necessidades e cuidados que necessitam, e como elas podem fazer para que eles se sintam mais felizes e saudáveis.

Outro objetivo da proposta é que as crianças sejam promotoras do conhecimento, da afeição e de cuidados que se deve ter diante dos animais, de forma conativa.

Participação

A organização de A Fazendinha estima receber cerca de 20 mil pessoas. Estudantes de todo o DF participarão do evento, por meio de parcerias firmadas entre os realizadores da iniciativa e as diretorias dessas escolas.

Mas o grande público também será muito bem-vindo, e poderá viver esses momentos da mesma forma. Aos fins de semana, o local será destinado a receber visitantes desvinculados de escolas, como famílias e demais frequentadores do Parque da Cidade. “Estaremos de porteiras abertas para receber as escolas, receber o morador de Brasília, e passar a todos um pouco dessa alegria, dessa energia que vem do campo”, finaliza Jorcyane.

SERVIÇO
A Fazendinha
Espaço Urbano de Convivência Rural
Data: de 9 de agosto a 16 de setembro
Local: Brasília-DF, Parque da Cidade, Estacionamento 6
Preço: R$ 40 (meia)
Faixa etária: livre
Realização: Jorcyane Lima


Você pode gostar
Publicidade