Siga o Jornal de Brasília

Playground

Entrevista com Ricardo Taveira, do musical Um Reles Potter

Avatar

Publicado

em

Fotos: Fernanda Resende/Divulgação
PUBLICIDADE

O bruxinho mais amado do mundo volta com tudo para as luzes da ribalta em 2018. Estamos falando de Harry Potter, série best-seller da autora britânica J. K. Rowling que, das letras dos livros, virou filme e espetáculos pelos quatro cantos do mundo. Desta vez, no entanto, foi a moçada de Brasília que montou o espetáculo Um Reles Potter, uma adaptação do texto A Very Potter Musical. Sucesso de público no ano passado – cerca de 1,5 mil pessoas passaram pelo Teatro dos Bancários -, eles retornarão em temporada na sala Plínio Marcos do Complexo Cultural Funarte (Eixo Monumental). O musical estará em cartaz nos dias 23 (sexta-feira), às 20h; e 24 e 25 de fevereiro, às 15h e 19h. Os ingressos custam R$ 30 (meia-entrada) e podem ser comprados na Tai CrossFit (910 Norte) Telefone: 98299-9123. Informações: 3322-2032 e tmproducoesbsb@gmail.com. Não recomendado para menores de 12 anos.

Conversamos com Ricardo Taveira, que é o diretor musical e protagonista do espetáculo Um Reles Potter:

Ano passado Um Reles Potter entrou em cartaz após um financiamento coletivo de fãs. E nessa temporada?
Devido à resposta que tivemos, nessa temporada estamos sendo patrocinados por três empresas: Tai Crossfit, Home Angels -cuidadores de pessoas – Asa Norte e Jukebox Club.

É um espetáculo para crianças e adultos… Como é a reação do público?
A gente tentou no roteiro colocar piadas para pessoas de diversas idades. Em geral, a resposta que tivemos do público foi que pessoas de idades parecidas se identificaram com um mesmo personagem.

Como é montar Um Reles Potter sendo o protagonista Harry?
Nossa, vou dizer que é uma montanha russa de sentimentos. Eu sou apaixonado pela história e viver ela como o Harry é muito emocionante. No início me deu um medinho, porque como conheço ele muito eu fiquei bem exigente, mas o nosso diretor cênico fez um acompanhamento comigo muito legal de construção de personagem e de cena, me senti bem mais seguro.

O que Um Reles Potter apresenta de diferencial?
É uma história já conhecida pelo público, assistir essa mesma história através de uma paródia é totalmente maneiro.

Como foi o processo de seleção de elenco em Brasília? Todos são brasilienses?
Todos são brasilienses. A maioria do elenco foi convidado a participar da peça, mas algumas pessoas fizeram audição, que foi necessário quando um dos diretores (Eu ou o Rômulo Mendes) não conhecia o trabalho daquele ator. Mas queria dizer que todos que fizeram audição arrasaram demais.

Existem outros musicais inspirados em Harry Potter. Pretende adaptá-los também?
Sem querer dar spoilers, mas já estamos andando com esse projeto.


Leia também
Publicidade