fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Moda

Mileide abre as portas do seu closet, compartilha um pouco do seu estilo e dá dicas de looks

Além disso, com a ajuda de uma personal stylist, ela encara o desafio de montar algumas propostas de looks para ocasiões diferentes com peças-chave

Avatar

Publicado

em

PUBLICIDADE

A empresária e influencer Mileide Mihaile não esconde a sua paixão pela moda. Nas redes sociais, ela é inspiração para muitas mulheres quando o assunto é montar looks e produções. Constantemente, ela recebe elogios pelo bom gosto e pela criatividade na hora de escolher as peças e, por isso, resolveu abrir o seu armário para mostrar um pouco dos seus atuais moods favoritos e apresentar os xodós do seu acervo. Além disso, com a ajuda de uma personal stylist, ela encara o desafio de montar algumas propostas de looks para ocasiões diferentes com peças-chave do seu closet e ainda fala sobre sua relação com a moda e as tendências.

Moda que reflete o comportamento e cores que transmitem o estado de espírito
Mesmo durante a pandemia, Mileide continuou com uma rotina bastante agitada, trabalhando de forma remota. Com a retomada gradual das atividades presenciais, desde junho, o conforto e a versatilidade no looks seguiram sendo quesitos indispensáveis, para ela, na hora de se vestir. “Quando tenho muitos compromissos num mesmo dia, o que ocorre muito frequentemente, e preciso estar vestida adequadamente para todas as situações, a primeira coisa que me vem em mente é: ‘menos é mais’. Então, uma boa calça de alfaiataria ou um jeans sofisticado, junto com uma camisa ou uma blusa de tecido mais nobre são infalíveis, embora eu sempre goste de arrematar esse tipo de produção com uma bolsa ou um acessório mais chamativo para dar uma quebrada na monotonia”, explica.

Fora do trabalho, a musa investe bastante nas cores e costuma ousar mais nas composições. “Amo estampas e cores vibrantes. Adoro peças com astral e leveza. Como, aqui em Fortaleza, onde moro, é uma cidade de praia, que faz calor o ano praticamente todo, combinar cores alegres e shapes fluidos, como saias e vestidos soltinhos, com uma flat delicada nos pés, é a pedida certa para ir num shopping, num almoço com os amigos, num sunset e até numa reunião mais informal”, comenta.

Andréa Cerqueira, personal stylist, explica a moda sempre vai refletir o comportamento da sociedade e emitir mensagens. “A necessidade do conforto já vinha sendo bastante pensada para acompanhar o ritmo da mulher moderna, mas nós também ainda nos importamos muito com a beleza. A vida real exige um certo dress code para diferentes ocasiões. O bem vestir é inatoDificilmente isso irá mudar. Então, procuramos sempre equilibrar conforto e estilo. Já as cores determinam não só o nosso estado de espírito, mas a mudança dele, além de refletir isso no inconsciente de quem está nos vendo. Quando estamos tristes, geralmente, tendemos a optar por cores neutras e sóbrias. Já quando estamos alegres, tendemos a usar mais cores e brilho. No entanto, deveríamos fazer o movimento inverso. Quando estamos para baixo, o ideal é que a gente acenda o visual, para que isso interfira no nosso inconsciente e possa despertar sentimentos de alegria, entusiasmo e motivação”, completa.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Ousar e desconstruir: moda também é diversão
Outro mood que vem ganhando espaço no closet de Mileide, atualmente, é o esportivo. Calças jogging e peças em tecido moletom foram os queridinhos da musa para curtir o tempo em casa, durante a pandemia, e continuam reinando absolutos na hora de compor os aerolooks e até nas idas ao supermercado e outros compromissos básicos, como as consultas médicas. “Amo esse estilo porque me sinto confortável e segura. Não fico preocupada em escapar nada pela roupa, não sinto nada apertando, me sinto livre para me movimentar. E ainda posso ousar mesclando essas peças com outras mais arrumadas ou mais sensuais. Adoro me aventurar nessas composições”, confessa a influencer.

Andréa aconselha que, em regiões mais quentes, como o Nordeste, o moletom seja usado com cuidado, pois o tecido, por mais que tenha um toque confortável, esquenta bastante. A stylist traz mais dicas para acertar ao investir nessa tendência. “O moletom pode ser usado, de preferência, à noite, ou em ambientes climatizados, combinado com peças mais leves. Já as joggings foram peças super valorizadas na pandemia e podem ir para a rua tanto com um scarpin, quanto com um tênis ou com chinelo. Pode ser usado com camisaria, com blazer. Tudo depende de como você monta. São inúmeras possibilidades. Outras peças que estão super dentro desse mood e bastante em alta são as muscle tees, que viraram febre nos últimos meses, assim como as t-shirts e demais malharias”, complementa.

Para finalizar, a personal destaca que Mileide representa bem a mulher real, que não possui uma imagem engessada. “Quando nos preocupamos em estar elegantes demais, da cabeça aos pés, em todos os momentos, isso acaba transmitindo uma mensagem dura e uma imagem distante”, conclui.




Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade