fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Moda

Atriz Fiorella Mattheis lança brechó virtual de luxo

Batizada de Gringa, plataforma promove comércio de artigos de grandes marcas; Lançamento tem leilão com verba revertida para mitigar impactos da pandemia

Avatar

Publicado

em

PUBLICIDADE

Há pelo menos seis anos, Fiorella Mattheis alimentava a ideia de deixar as telas um pouco de lado para apostar em um negócio próprio. Foi só em 2018, no entanto, que a atriz encontrou seu nicho, em um período que passou nos Estados Unidos.

Na ocasião, ela teve a experiência de comprar e vender artigos por meio de um brechó virtual. “Foi incrível”, diz Mattheis. “Quis trazer esta experiência para o Brasil, em um momento quando o mundo tem pensado mais sobre sustentabilidade e sobre como estamos consumindo. Resolvi empreender.”

Foi este o pontapé inicial para a criação da startup Gringa. Com lançamento nesta quarta, 10, a empresa é uma plataforma para venda de artigos de luxo de segunda mão.

Planejada há cerca de um ano e meio, a empreitada tem como investidores e conselheiros Luiza Nolasco, Maurício Feldmann e João Machado, que têm experiências com e-commerce, startups e tecnologia. Eles apoiam Mattheis, que afirma ter experiência como consumidora de internet e ações de mídia.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Em sua estreia, a Gringa promove um leilão com 28 peças doadas por amigos e parentes de Mattheis. Até domingo, interessados podem se cadastrar na plataforma e dar lances em artigos que tiveram como donos nomes como Angélica, Paulo Gustavo, Bruna Marquezine, Thaila Ayala e Francesca Civita, entre outros.

A ação terá verba revertida para projetos sociais relacionados à pandemia. Após o período de leilão, o site passa a ter seu funcionamento normal, com espaço para compra e venda dos artigos de luxo.

Luxo sem lixo

De olho em uma nova geração de clientes, Fiorella Mattheis afirma que 70% da geração Z só consome produtos sustentáveis — e pretende mostrar os benefícios da reutilização aos clientes mais velhos. “é super legal colocar pra circular os itens do armário que você não usa mais, estar aberto pra descobrir peças de segunda mão”, diz.

Com foco em sustentabilidade, a Gringa nasce com os selos Eu Reciclo e Programa Carbono Neutro Idesam – de compensação ambiental das embalagens utilizadas e compensação de emissão de carbono, respectivamente.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

“O futuro da moda é este: um armário mais inteligente, enxuto, com repasse de peças não utilizadas e espaço para itens que já foram de outras pessoas”, afirma.




Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade