fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Moda

50 anos da morte de Coco Chanel: conheça filmes e livros sobre a estilista

A estilista libertou a mulher dos espartilhos tradicionais na Belle Époque e trouxe praticidade para o guarda-roupa feminino

Avatar

Publicado

em

PUBLICIDADE

Gabrielle Bonheur Chanel nasceu em Saumur, na França, em 1883, e se tornou conhecida como Coco Chanel, o grande nome da moda no século 20. O legado da estilista francesa para a moda continua vivo ainda hoje quando, no domingo, 10, completam-se 50 anos de sua morte. Com suas criações, a estilista libertou a mulher dos espartilhos tradicionais na Belle Époque e trouxe praticidade para o guarda-roupa feminino. Esse trabalho revolucionário entrou para a história e foi retratado em livros e filmes.

As obras culturais também se inspiraram na maneira que mademoiselle Chanel conduzia sua própria vida. Suas decisões no âmbito pessoal também iam contra os padrões sociais dos anos 1920. Coco teve vários romances, inclusive foi amante de um homem casado, no entanto nunca se casou ou teve filhos.

“Chanel foi uma mulher com um pensamento de vanguarda muito antes de seu próprio tempo. Ela não seguia um zeitgeist, ela definia um zeitgeist, ela definia um novo espírito do tempo, uma nova proposta. Ela preconizava, nessa anti visão, essa nova mulher”, afirma João Braga, professor de história da moda da Fundação Armando Alvares Penteado.

Filmes sobre Coco Chanel

Coco Avant Chanel (Coco antes de Chanel)

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O filme de 2009 retrata a vida de Gabrielle Chanel desde a infância, quando foi deixada em um orfanato pelo pai. Também mostra o surgimento do apelido Coco no período em que Chanel, interpretada por Audrey Tautou, cantava em bares. A narrativa continua pela iniciação de Gabrielle na alta sociedade francesa e por sua empreitada com chapéus. Novas oportunidades e complexidades surgem quando ela se apaixona pelo empresário inglês Arthur Capel.

Onde assistir: Globoplay, Itunes e Looke

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Coco Chanel e Igor Stravinsky

Esta película também foi lançada em 2009, no entanto mostra outra período da vida de mademoiselle. Rica, bem-sucedida e tendo o trabalho reconhecido como revolucionário, Chanel vive um romance com o músico russo Igor Stravinsky, que é casado e pai de quatro filhos.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Onde assistir: iTunes, Google Play, Vudu

Once Upon a Time

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
>

O curta-metragem de 2014 foi produzido pela própria grife Chanel e foi dirigido por Karl Lagerfeld. A obra em preto e branco mostra Chanel, interpretada por Keira Knightley, abrindo sua primeiro loja em 1913, em Deauville, na França.

Onde assistir: YouTube

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A Era Chanel

A obra de Edmonde Charles-Roux traz cerca de quatrocentas fotografias, retratos e desenhos sobre a vida profissional e pessoal da estilista francesa.

Editora: Cosac Naify (Pode ser comprado na Amazon e em sites de livros usados)

Publicado em 2007

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

384 páginas

Chanel

A composição Chanel, de François Baudot, reúne os volumes Chanel Fashion, Chanel Jewelry e Chanel Perfume. As obras abordam desde as criações revolucionárias de Coco Chanel até as inovações contemporâneas de Karl Lagerfeld na maison francesa.

Editora: Cosac Naify (Pode ser comprado em sites de livros usados)

Publicado em 2000

80 páginas

Chanel Seu Estilo e Sua Vida

A obra de Janet Wallach traz fotos e ilustrações para contar os motivos que transformaram o nome de uma mulher em sinônimo de uma grande maison francesa, vanguarda, estilo e elegância.

Editora: Saraiva

Publicado em 2009

184 páginas

Dormindo com o Inimigo

O livro do jornalista Hal Vaughan relata o envolvimento de Coco Chanel com a alta inteligência nazista durante a ocupação alemã em Paris, entre 1941 e 1944.

Editora: Companhia das Letras

Publicado em 2011

368 páginas

Mademoiselle Chanel e o cheiro do amor

Baseado em história real, o romance de Michelle Marly narra a criação do icônico perfume Chanel N° 5. A trama tem como pano de fundo a vida de Coco Chanel na Paris de 1919. A mademoiselle, que sofre com o luto de um amor que morre em um acidente, conhece Dimitri Romanov, príncipe russo exilado na França.

Editora : Tordesilhas

Publicado em 2018

299 páginas

Estadão Conteúdo




Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade