fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Mídias e Identidade

Oficialato da PM no primeiro escalão de Bolsonaro

A posse do novo ministro da  Secretaria-Geral da Presidência da República, Jorge Antonio de Oliveira, feita nesta segunda-feira (24), tem uma simbologia e impacto político para as policias militares de todo o país. 

Avatar

Publicado

em

PUBLICIDADE

 

A posse do novo ministro da  Secretaria-Geral da Presidência da República, Jorge Antonio de Oliveira, feita nesta segunda-feira (24), tem uma simbologia e impacto político para as policias militares de todo o país. 

 

O ministro Jorge Antônio de Oliveira é o primeiro oficial da Polícia Militar, nesse caso, oriundo do Distrito Federal, a galgar o primeiro escalão do governo do presidente Jair Messias Bolsonaro. 

 

Por esse motivo, a chegada de Jorge Oliveira à Secretaria-Geral está sendo comemorada, ainda que discretamente, em vários estados. Até então, vários militares estavam atuando como ministros, no entanto, representantes da Marinha, do Exército e da Aeronáutica, ou seja, das Forças Armadas. 

 

Policiais militares ansiavam por ter espaço no governo até porque aderiram à campanha de Bolsonaro desde os primeiros momentos. Um oficial ouvido por este blog comentou que foi sábia a decisão de Bolsonaro, até porque as PMs têm capilaridade em toda a nação. “Não existe um só município brasileiro em que não exista um policial militar”, avaliou. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

 

O ministro Jorge de Oliveira é bastante próximo de Bolsonaro. Foi assessor do então deputado federal e também trabalhou com o filho do presidente, Eduardo Bolsonaro na Câmara dos Deputados. 

 

Jorge de Oliveira é major da reserva da PM. É advogado e estudou no Colégio Militar de Brasília.  Deixou a carreira militar no posto em 2013.

 

Leia também
Publicidade
Publicidade
Publicidade