Siga o Jornal de Brasília

Mídias e Identidade

Inteligência artifical confirma autenticidade das obras de Chico Xavier

Investigação com técnicas de inteligência artificial concluíram que pela autenticidade das obras de autores diversificados do médium Chico Xavier,que publicou livros atribuídos a diferentes escritores por meio de 412 obras

Investigação analisou obras de autores diversificados do médium,que publicou livros atribuídos a diferentes escritores por meio de 412 obras.

Investigação com técnicas de inteligência artificial concluíram que pela autenticidade das obras de autores diversificados do médium Chico Xavier,que publicou livros atribuídos a diferentes escritores por meio de 412 obras.

A iniciativa foi da empresa Stilingue, que trabalha com análise de textos via inteligência artificial para “resumir a internet”, encontrando tendências nas redes sociais.

A Stilingue deciciu testar como as obras psicografadas seriam analisadas por uma técnica de aprendizado de máquinas chamada Deep Learning.

A partir de grandes quantidades de dados, o computador aprende a criar relações entre eles, sem precisar aprender, por exemplo, o que é um verbo, um adjetivo, um substantivo.

No caso de Chico Xavier, o estudo da Stilingue selecionou três dos principais autores psicografados pelo médium: Emmanuel, André Luiz e Humberto de Campos.

Para “alimentar” a rede neural artificial, eles selecionaram três livros de cada autor – que precisam ser enormes, porque a técnica deep learning exige, no mínimo, um milhão de caracteres por autor conseguir aprender com sucesso.

Devidamente treinado, o computador começou a reproduzir os textos. André Luiz, por exemplo, tinha o hábito de colocar falas espaçadas entre blocos de texto maiores, ao invés de criar longos blocos de diálogos.

Depois de criar três bots capazes de imitar os autores com uma precisão considerável (erro de 22% para André Luiz, 5% para Emmanuel e 32% para o Humberto de Campos). Segundo a Stlingue, é possível afirmar que cada autor tem um estilo razoavelmente marcante e uniforme.

Fonte: Revista Exame 

Publicidade
Publicidade
Publicidade
  • CHARGE DO DIA