fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Mídias e Identidade

Embaixada presta homenagem às vítimas do atentado contra Amia

Foi celebrada a memória das 85 pessoas mortas na Associação Mutual Israelita Argentina em Buenos Aires, ocorrido em 18 de julho, de 1994

Avatar

Publicado

em

PUBLICIDADE

 

A memória das 85 pessoas mortas no atentando contra a
Associação Mutual Israelita Argentina (AMIA), em Buenos Aires, ocorrido em 18 de julho, de 1994, foi celebrada em evento solene promovido pela Embaixada da Argentina no Brasil, na última terça-feira (2), em Brasília. 

 

O ataque que também deixou perto de 300 pessoas feridas foi o maior da Argentina, país que tem a maior comunidade judaica da América Latina, aproximadamente 300 mil pessoas. 

 

Em 25 de outubro de 2006, os procuradores argentinos Alberto Nisman e Marcelo Martínez Burgos acusaram formalmente o governo do Irã de planejar o bombardeio e a milícia do Hezbollah de realizá-lo. No entanto, nenhum dos autores foi julgado ou condenado até o momento. 

 

Em seus pronunciamentos, tanto o embaixador da Argentina no Brasil, Carlos Alfredo Magariños, como o embaixador de Israel no Brasil, Yossi Shelley, criticaram a impunidade que marca o episódio. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

 

O embaixador da Argentina, Carlos Alfredo Magariños (esq), e o embaixador de Israel, Yossi Shelley (dir).
Foto: Embaixada da Argentina

 

 

 




Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade