fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Mídias e Identidade

Confederação israelita vai processar Ciro Gomes por antissemitismo

Avatar

Publicado

em

PUBLICIDADE

A Confederação Israelita do Brasil (Conib) vai processar Ciro Gomes (PDT) por antisemitismo. O motivo são as declarações manifestadas pelo político no último sábado (20) alegando que o presidente Jair Bolsonaro tem beneficiado “corruptos da comunidade judaica”.

Em entrevista ao site HuffPost Brasil, Ciro Gomes afirmou que “agora Bolsonaro diz aos grupos de interesse o que eles querem ouvir. Por exemplo, para os amigos dele aí, esses corruptos da comunidade judaica, que acham que, porque são da comunidade judaica, têm direito de ser corrupto. Corrupto, para mim, não interessa se é curdo ou cearense. Corrupto é corrupto, ladrão é ladrão”.

Por meio de nota a Conib classificou de “infeliz” a fala de Ciro Gomes. A entidade informou também que já havia condenado declaração anterior do político quando ele afirmou que Bolsonaro foi financiado pelo “sionismo radical”.

“Sou Judeu e muito me orgulho do que construímos e ajudamos a erigir em todos os campos das ciências e das artes. Expresso total repúdio e indignação às suas absurdas alegações. Recomendo-lhe, ainda, que olhe à sua volta, onde encontrará títeres dos malfeitos e da corrupção que devastaram o nosso Brasil, tão admirados por V.Sª”, criticou em carta aberto o maestro Nelson Nirenberg.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE



Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade