Siga o Jornal de Brasília

Mídias e Identidade

Apagões de internet crescem mundialmente

Publicado

em

 

Fonte: Access Now

A prática da Internet Shutdowns (apagões) está crescendo ano a ano mundialmente de acordo com pesquisa do projeto Access Now. Em 2016 foram registrados 85 casos. No ano seguinte, 2017, o número subiu para 108. Entre janeiro e junho deste ano, 2018, foram 81, o que aponta que a estatística vai ser maior que nos anteriores.

De acordo com o estudo, os países do continente asiático lideram com o número de casos, entre 2016 e 2017 foram 143 nessa região do planeta. Em países africanos foram 29, 9 na Europa e 2 em nações sul-americanas.

Os apagões de internet na maior parte das vezes são formas usadas por governos para bloquear páginas, redes sociais ou apps em momentos críticos de debates de opinião, como em campanhas eleitorais. Também são chamados de “blackouts” e “Kill switches”.

A Access Now é um grupo para a defesa e extensão dos direitos digitais, para usuários em risco em todo o mundo. A organização atua para denunciar essa prática desde 2009. Hoje, o projeto conta com apoio de perto de cem organizações em 50 países. Os coordenadores criaram a hastag #KeeplOn para serem usados nas redes sociais a fim de alertar e identificar esse tipo de atitude. Em junho deste ano, o Concelho dos Direitos Humanos das Nações Unidas, classificou os apagões de internet como uma violação dos direitos humanos.

 

 


Você pode gostar
Publicidade
Publicidade 
Publicidade
  • CHARGE DO DIA

    Charge do dia
Publicidade