Siga o Jornal de Brasília

Mandando a Letra

Trabalhando com a internet

Publicado

em

Depois de falar das ferramentas para um profissional de letras trabalhar na coluna passada, o amigo e teólogo Luiz Longuini perguntou como fazer se você estiver trabalhando somente pela rede, sem esses manuais todos impressos. Sim, é possível e bastante satisfatório. Vamos dar uma olhada.

Dicionários on-line

Há muitos dicionários que você pode comprar baixando ou mesmo instalando com CDs. Mas se você não tiver esse recurso, que muitas vezes pode ser de alto custo para algumas pessoas, há opções para acesso on-line gratuitas e com facilidade.

A dica que posso deixar com você que é prática e bastante satisfatória vem do Dicionário Aulete on-line (www.aulete.com.br). Além das tradicionais definições das palavras que uma consulta dessa oferece, dá pra saber o gênero das palavras (se são masculinas ou femininas) e a sua situação quanto ao número (singular ou plural). A regência dos verbos também é apresentada nos vocábulos, ou seja, se o verbo é intransitivo, ou transitivo direto ou indireto, além disso, em muitos casos você vai poder saber qual é a preposição indicada para a acepção.

E com as gramáticas?

Com relação à gramática, precisamos deixar clara a orientação de que ela não vai resolver sua vida se você não tiver afinidade com ela. Portanto, faça uma leitura completa de uma gramática da língua portuguesa ou mesmo de temas pontuais. Dê uma olhada no sumário e selecione tópicos que lhe tragam mais dúvida e leia. Faça isso regularmente, mas programe uma leitura completa.

Mas quando tiver dúvidas com relação a sintaxe, morfologia, pontuação e outras nuanças da língua portuguesa ao trabalhar com acesso on-line, sem material impresso, você pode utilizar esta dica: lance mão das consultas em qualquer buscador de informações como o Google. Após digitar sua dúvida (algumas vezes é melhor digitar a palavra “gramática” junto), aparecerá uma relação de páginas que explicam a dúvida. Aí não tem jeito, vai precisar de talento para selecionar as que são mais relevantes na informação. Não se contente com uma definição só. Olhe pelo menos três e tenha em mente que muitos casos são facultativos. Nesse ponto, não tem moleza, vai exigir um pouco de esforço de você. Procure saber o básico.

O acréscimo na rede

No caso do Volp, também é possível consultá-lo pela internet. Entre na página da Academia Brasileira de Letras e você vai encontrar um acesso ao vocabulário para encontrar grafias e palavras estrangeiras. Para os temas que os manuais de redação ajudariam, também é possível fazer consulta por temas no Google. Outra ferramenta importante que a internet dá, e que não é possível ver impressa, pelo seu caráter dinâmico, são os dicionários on-line: o popular (www.dicionariopopular.com) e o informal (www.dicionarioinformal.com.br). Com eles, algumas expressões populares e regionais podem ser consultadas, além de origens das palavras. Vale a pena procurar. Bom trabalho.


Você pode gostar
Publicidade
Publicidade
Publicidade
  • CHARGE DO DIA

    Charge
Publicidade