Siga o Jornal de Brasília

Mandando a Letra

Sobre siglas – nunca é demais

Publicado

em

Publicidade

Siglas, reduções ou abreviaturas. Muitos podem dar o nome de formas variadas, mas todos sabemos do que será tratado aqui. As diferenças nessa nomenclatura são poucas e não queremos abordá-las. Cuidemos de como grafar esse conjunto.

Enfim, o que são siglas

Grosso modo, sigla pode ser definido como um conjunto de letras, sílabas ou partes iniciais de várias palavras que formam um todo. Por exemplo: Organizações das Nações Unidas, fica ONU. Instituto Presbiteriano Álvaro Reis, é Inpar. E por aí vai.

A abreviatura, geralmente, é adotada para uma palavra. Exemplos: doutor, fica com dr., para você, adota-se v., e professor, prof. Também pode se chamar abreviação e redução. Mas é bom enfatizar que tudo isso pode ser considerado, também, sinônimo.

Algumas regras gerais

No caso das reduções de locuções para uma sigla, temos regras básicas para essas construções. Anote: Se a sigla formar uma palavra que se possa ler e tiver quatro letras ou mais, escreve-se somente com a inicial maiúscula. Exemplo: Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae). Se for preciso pronunciar letra por letra, então todas são maiúsculas, como em PSDB e UFRJ.

Já se a sigla tiver somente até três letras, sempre será grafada com maiúsculas, mesmo se for pronunciável, como ONG, ONU, KGB, etc. Muito cuidado com essa categoria, porque algumas coisas parecem siglas, mas não são, como Gol, Tim e Net, por exemplo, que são uma palavra comum. Já TAM e UOL são siglas de Transportes Aéreos Marília e Universo Online, respectivamente (pouca gente, realmente, sabe disso).

Os pontos entre as letras (O.N.U.) são facultativos (geralmente, orienta-se por não os colocar) e o plural pode ser feito com letras dobradas (também desaconselhado, mas é permitido): OO.NN.GG., mas, para facilitar, coloque um s no fim, normalmente: ONGs, CDs, PMs.

Algumas curiosidades

Há siglas que viram palavras. Com isso, adquirem uma categoria a mais (sem anular a outra). Falemos de dois exemplos: Ovni (objeto voador não identificado), grafa-se assim, porque tem quatro letras e dá pra pronunciar. Mas, aparece como palavra no nosso vocabulário. Daí, tem acento e abole-se a inicial maiúscula: óvni, por ser substantivo comum.

Com Aids ocorre a mesma situação: como sigla, grafa-se como foi feito nessa frase. Já como item lexical, temos aids. Aliás, cá pra nós, não ficou Sida ou sida, para poupar nossas queridas Cidas daqui do Brasil. Pois o nome síndrome da imunodeficiência adquirida é sida até em espanhol. Paciência.


Você pode gostar
Publicidade