Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Blogs e Colunas

Um Jardim Secreto no Quadrado

Imagine atravessar um corredor com plantas por todos os lados, sentindo, de imediato, a mudança na umidade e no perfume do ar? Esse é o Jardim Secreto

Por Lulu Peters 23/03/2022 5h17
Um Jardim Secreto no Quadrado

Vamos começar nossa aulinha de inglês?

“Pop-up” é uma locução verbal em inglês, derivada do verbo “to pop” e significa “aparecer ou ocorrer de repente, subitamente” (se pronuncia mais como “popâp”).

Reza a lenda que nos anos 60, nos Estados Unidos, alguns membros da high society criaram os “supper clubs”, que seriam encontros periódicos entre grupos, no modelo de clubes do livro, por exemplo, para realizarem jantares suntuosos e luxuosos.

Com o tempo, a prática se dissipou e apenas a partir dos anos 2000, alguns Chefs europeus, inspirados pela ideia da sazonalidade dos ingredientes passaram a abrir restaurantes temporários e, com a tomada do mercado publicitário pelas mídias sociais, vários empreendimentos investiram na ideia de fazer um ‘pop-up’: desde food trucks até eventos superestruturados, como nos casos do Hidden, Hidden + IVV, Trust e Vila Jeri, que já aconteceram em Brasília.

O que eles têm em comum? A junção de conceitos de localização, instalação, gastronomia e temporalidade para oferecer uma experiência ao cliente. Ano passado, adorei a experiência de comer num sofá dentro de uma piscina vazia no, infelizmente, abandonado Clube de Imprensa.

O cenário desta semana foi tão impactante quanto. Imagine atravessar um corredor com plantas por todos os lados, sentindo, de imediato, a mudança na umidade e no perfume do ar. Ao final desse corredor, você enxerga um jardim gigantesco, um bar, mesas e cadeiras, cantinhos instagramáveis, vinhos, drinks e comidinhas, além de um monte de gente bonita.

Essa foi minha visão do Jardim Secreto, um empreendimento pop-up, realizado dentro de um dos maiores viveiros de plantas de Brasília, o Transplantas, que fica em Vicente Pires, bem na saída para a EPTG.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Não, não foi tudo perfeito. Um evento desse porte em Brasília certamente terá problemas de logística e atendimento. O espaço é amplo, o público é numeroso, a demanda da cozinha também. Mas, com um atendente disposto a resolver problemas e tirar dúvidas, tudo terminou bem.

O cardápio

Assinado pela Chef Leninha Camargo, é a primeira vez que uma consultoria de alto padrão contribui com os eventos do grupo produtor (responsáveis pelo Trust e Vila Jeri) e isso fez muita diferença!

Como o cenário traz calma e aconchego (eu queria morar numa casa com aquele tanto de verde, se eu tivesse algum talento para cuidar de plantas), Leninha pensou num menu mais brasileiro e mais afetivo, cheio de referências mineiras, mas com aquele toque de sofisticação para tornar a experiência ainda mais especial.

Os petiscos

Dos obrigatórios: Tunel de picanha defumada, recheados com compota de cebola adocicada (R$79,00). Diferente, gostoso, complexo, uma delícia mesmo. A porção é pequenininha, então para os mais famintos, a Burrata alla panzanella (R$ 85,00) é feita com a clássica preparação italiana, à base de pesto de anchova, croutons, tomates, pepino e cebola.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

E a Pancetta (R%65,00), uma opção de entrada farta, e é feita com cura de 12 horas, assada e depois pururucada em banha suína, acompanhada de tartare de banana da terra e uma farofa de cebolas carameladas. Essa garante, inclusive, uma longneck de Stella Artois na fita.

E para os de paladar mais clássico, os Camarões empanados (R$65,00) vêm recheados com cream cheese, crosta de panko, sobre o molho à base de goiabada, como um rosé revisitado.

Os pratos principais

Dos principais, não houve unanimidade, cada um gostou de um estilo.

A Lasanha do Jardim (R$ 75,00) conseguiu fugir do clichê e é servida de maneira instagramável também, quando “escorrega” e pelo fundo do recipiente direto no prato, espalhando o molho e queijo derretido. Uma massa bem fininha, intercalada com delicadas fatias de presunto e muçarela, envolvidas em seus dois molhos – bolonhesa e parmesão, uma proposta bem instagramável, ligue a câmera e registre esse momento!!!

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Já a Carne de sol Mestre do Sabor (R$ 95,00), apesar de macia e bem temperada, passou um tiquinho do ponto para o gosto da mesa. Mas ainda assim, as fatias de sol, seladas em manteiga de garrafa, sobre feijão virado com bacon e farinha de mandioca, acompanhado do carpaccio de abóbora com arroz de alho, soltinho, soltinho, é um prato muito robusto e gostoso.

Agora, pausa para uma raridade, porque eu, sim, não gosto de galinhada. Acho sem graça. Mas foi meu prato preferido da noite: Galinha mineira (R$ 77,00) caipira desfiada e servida sobre escaldado do próprio caldo, toque de açafrão, quiabos tostados, milho assado e uma explosão com nossa gema curada. Muito gostosa, puro amor na forma de comida.

Fora essas opções, há costela, moqueca vegana, frigideira de frutos do mar, magret de pato, entre outras delícias!

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

As sobremesas

Para alegrar a saída, as sobremesas seguem o mesmo padrão de clássicos revisitados. Bolinhos de chuva banhados em creme de chocolate quente (R$ 40,00), sendo o creme de chocolate com um toque bem amargo.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Já minha favorita, não decepcionou apesar do formato: a Banoffe (R$35,00) na taça é, essencialmente, um denso creme de doce de leite condensado, farofa de baunilha, banana, canela e chantilly. Facim, facim de comer e se encantar.

Outros pedidos da mesa estavam uma gracinha na apresentação, como a Trilogia de doces mineiros (R$35,00) com mini copinhos de doce de leite puro, assado com canela e servido cada um com uma textura diferente: anel de mamão verde, laranja da terra e figo.

Parfait (R$38,00) com morangos frescos mergulhados em ganache de chocolate meio amargo, areia de baunilha e canela, suspirinhos de limão.

E uma Sopa de frutas ao vinho tinto (vegana) (R$ 35,00): mix de frutas vermelhas com vinho tinto, servida quente com sorbet de maracujá, manjericão e coco. Prato lindo!

A reserva custa R$20,00, a título de couvert e pode ser realizada no site Bilheteria Digital. Os vinhos e espumantes são da Del Maipo e vão de R$95,00 a R$130,00.

Vale a visita!

Serviço:
Jardim Secreto

Instagram: https://www.instagram.com/jardimsecretobsb/
Menu: https://jardim-secreto-.goomer.app/menu
Reservas: https://www.bilheteriadigital.com/jardimsecretobsb
Localização: shorturl.at/iyN68








Você pode gostar