Siga o Jornal de Brasília

Figuras de Brasília

Figuras de Brasília: Affonso Heliodoro

Publicado

em

Affonso Heliodoro dos Santos nasceu em Diamantina (MG) no dia 16 de abril de 1916. Conterrâneo de JK, foi aluno de Júlia Kubitschek, mãe de Juscelino. Foi assim que começou sua relação com o futuro presidente da República, de quem foi amigo e fiel escudeiro de todas as horas.

 

 

Heliodoro formou-se em direito na antiga Faculdade Nacional do Rio de Janeiro, mas, ao voltar para Minas Gerais, entrou para a Polícia Militar, chegando ao cargo de coronel. Quando JK foi eleito governador do estado, assumiu o cargo de chefe do Gabinete Militar. Anos depois, coordenou a campanha eleitoral de Juscelino para a presidência do país.

 

Já com JK presidente, o coronel esteve presente nos principais momentos da construção de Brasília. Desde a assinatura da carta de Anápolis, que pedia ao Congresso a mudança da capital, passando pela primeira visita ao sítio da futura cidade, até a inauguração no dia 21 de abril de 1960. Heliodoro foi o subchefe do Gabinete Civil durante o governo de Juscelino.

 

 

Após o período da presidência, o coronel coordenou a vitoriosa campanha de JK ao Senado e já se preparava para a disputa presidencial de 1965 quando foi surpreendido pelo golpe militar de 64. Heliodoro acompanhou Juscelino no exílio em Paris e esteve ao lado de JK até seus últimos dias.

 

Já morando em Brasília, Affonso Heliodoro administrou o Memorial JK de 1983 a 1996 e, depois, presidiu o Instituto Histórico e Geográfico do Distrito Federal, onde ficou até completar 100 anos, em 2016.

 

 

Heliodoro morreu no dia 20 de outubro de 2018, aos 102 anos. Era o último integrante vivo da equipe de Juscelino Kubitschek.


Você pode gostar
Publicidade
Publicidade
Publicidade
  • CHARGE DO DIA

Publicidade