Siga o Jornal de Brasília

Esplanada

Sem avanço no Sisfrom da Amazônia Azul, Marinha boia na fiscalização

Publicado

em

Publicidade

O Sistema de Gerenciamento da Amazônia Azul (SisGAAz) faz falta. A Marinha boia no caso como o óleo à deriva no litoral do Nordeste. E não para de aparecer mancha, que já chegou às praias de Itacaré, ao sul da Bahia.

Criado em 2015, o Sistema de Gerenciamento da Marinha não deslanchou por falta de recursos. O projeto visa reforçar a fiscalização de áreas como o pré-sal e a chamada Amazônia Azul, uma área de mais de quatro milhões de quilômetros quadrados.

Entre as três Forças, a Marinha foi a mais afetada pelo contingenciamento de recursos imposto pelo Governo no início do ano.

A promessa da equipe econômica é recompor o orçamento da Defesa após a aprovação da reforma da Previdência. Devido à demora, projetos estratégicos do setor naval – como a construção de corvetas para a fiscalização da Amazônia Azul -, só devem ser retomados plenamente em 2020.


Você pode gostar
Publicidade