Siga o Jornal de Brasília

Esplanada

Novo foi o único partido contra aumento do fundo eleitoral

Publicado

em

Somente o partido Novo, que tem apenas oito deputados na Câmara, tentou barrar o acintoso aumento de recursos públicos para o Fundo Eleitoral em 2020. A emenda do partido que pretendia vetar a verba que será usada por partidos e candidatos nas eleições municipais foi rejeitada pela Comissão Mista de Orçamento. O parecer do relator, deputado Cacá Leão (PP-BA), prevê um montante de R$ 3,7 bilhões.

Em 2018, foram alocados R$ 1,7 bilhão ao fundo. No texto, que terá que ser votado em sessão do Congresso, o relator manteve a proposta original do Executivo para o salário mínimo, de reajuste para R$ 1.040 em 2020. O valor atual é de R$ 998. O Novo tentará derrubar o aumento do Fundo no plenário.


Você pode gostar
Publicidade
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade
Publicidade
  • CHARGE DO DIA

Publicidade