fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Esplanada

Investigações contra parlamentares seguem paradas no Senado

Leandro Mazzini

Publicado

em

PUBLICIDADE

Onze representações com pedidos de investigação contra parlamentares aguardam análise do Conselho de Ética do Senado que só se reuniu uma vez, em setembro de 2019, quando foi instalado.

Seis senadores são alvos das denúncias, entre eles, Chico Rodrigues (DEM-RR), parlamentar licenciado que foi flagrado pela Polícia Federal com R$ 33 mil na cueca. À representação contra o senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ), também parada, a oposição vai protocolar um aditamento reforçando o pedido de cassação com base nas novas informações sobre relatório feito pela Abin para defender o parlamentar no processo das “rachadinhas”.

O colegiado é presidido pelo senador Jayme Campos (DEM-MT), também alvo de representação protocolada pelo Pros. O parlamentar é acusado de agredir, em setembro, um pré-candidato em Várzea Grande (MT). O Pros pede que Campos seja destituído do comando do Conselho de Ética.

No aditamento à representação contra Flávio Bolsonaro, a oposição (PT, Psol e Rede) sublinha que os novos fatos “confirmam que o senador vem utilizando de ilegalidades com o objetivo de utilizar os órgãos de Estado brasileiro em seu próprio favor”.




Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade