Siga o Jornal de Brasília

Esplanada

Governo vai vender imóveis da União

Publicado

em

Depois de confirmar o pagamento do 13º salário para beneficiários do Bolsa Família, o Governo pretende apresentar, semanalmente, balanços de ministérios e anunciar outras medidas em busca da manutenção e repercussão da agenda positiva.

Uma das medidas que será anunciada é a venda de imóveis da União, tida como prioritária pelo ministro chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni para fazer caixa. O Governo tem ativos de R$ 300 bilhões em imóveis disponíveis para venda.

Nesta semana, o presidente Jair Bolsonaro sancionou a Lei 13.813 que transfere para a União imóveis do Fundo do Regime Geral de Previdência Social.

Ano passado, o então presidente do INSS, Edison Garcia, deu o pontapé no Governo Michel Temer e levantou os imóveis do órgão para venda. Tem de terrenos a cemitério.

Encrencado

O presidente Bolsonaro indicou o deputado (encrencado) Carlos Henrique Gaguim, de Tocantins, para ser um dos vice-líderes do Governo na Câmara. O parlamentar é do DEM, partido que tem três ministros no Governo.

Gaguim coleciona processos na Justiça, já foi condenado por improbidade administrativa e é alvo de outras investigações pelo mesmo crime.

Um dos campeões no ranking de processados do Congresso, o deputado brincou ano passado ao afirmar que só precisa se livrar de “uns 100” processos.

No chão

Amapaenses tiveram voos cancelados e ficaram no chão entre terça-feira e sexta-feira, por causa da inauguração do novo aeroporto e da chegada de Bolsonaro na última sexta-feira.

A Aeronáutica informou as companhias aéreas em NOTAM antecipadamente. Segundo a nota, as decolagens e pousos em Macapá “foram suspensos entre os dias 08 e 12, nos horários de 8h30 até 12h e de 16h40 até 20h”, para manutenção.

Air Palanque

Um deputado novato do Amapá chegou de surpresa com a esposa a tiracolo na Base Aérea de Brasília e a colocou na comitiva do presidente Bolsonaro rumo a Macapá.

Coca & container

O Porto de Santos continua um infindável canal de rota internacional de cocaína. A Receita Federal acaba de apreender 3 toneladas (isso mesmo!) da droga em uma semana nos terminais paulista (a grande maioria) e no de Paranaguá (PR). Foram apreensões feitas entre as sextas-feiras (5 e 12 de abril).


Você pode gostar
Publicidade
Publicidade
Publicidade
  • CHARGE DO DIA

    Charge
Publicidade