Siga o Jornal de Brasília

Esplanada

Crise no PSL estanca filiação ao partido

Publicado

em

Publicidade

A crise interna do PSL provocou estagnação no número de filiações à legenda nos últimos meses. Levantamento feito pela Coluna em dados do TSE mostra que, entre março e abril, começo da gestão Bolsonaro, houve um salto de 240.983 para 271.700 filiados ao partido que tem hoje a segunda maior bancada da Câmara.

De abril a agosto, período no qual vieram à tona vários episódios da guerra interna no PSL, o número de filiados estacionou na faixa de 271 mil. Caso se confirme a saída de Bolsonaro, a tendência é de o partido perder deputados na Câmara e eleitores filiados.


Você pode gostar
Publicidade