Siga o Jornal de Brasília

Esplanada

Brasil e OCDE, ministro balança no cargo e outros bastidores

Publicado

em

Publicidade

Ficha caiu 

O ministro do Turismo, Marcelo Álvaro, está atrás, sem sucesso, de uma reunião com o presidente Jair Bolsonaro, para pedir demissão. Mas quer ouvir um “fica, amigo”..

Marcelo Álvaro faz ouvidos moucos a aliados que sugerem há meses ele deixar o cargo, para preservar o Governo e se defender como deputado federal do cerco da PF.

Sem continência

Os congressistas estão de olho na relação do Brasil com os Estados Unidos sobre a eventual entrada do País na OCDE. Para o líder do Cidadania, Daniel Coelho (PE), o Governo deve “ser duro e mostrar que temos voz ativa não só com a Venezuela ou Cuba”. Falta combinar com Bolsonaro.

PF ‘nutela’?

Virou rotina agora a Polícia Federal usar carros descaracterizados, e não patrulhas com giroflex (como esse povo merece) em operações de buscas e prisões de autoridades políticas. São os chamados ‘alvos sensíveis’.

Lista suja

Subiu para 190 o número de empregadores autuados por submeterem trabalhadores a condições análogas à escravidão. O levantamento, produzido pela Secretaria Especial do Trabalho e da Previdência, é atualizado a cada semestre. Na “lista suja” atual, foram incluídos 28 novos estabelecimentos distribuídos por 13 Estados. Minas lidera.

Poder do Amém

Deputados da bancada evangélica, capitaneados pelo federal João Campos (PRB-GO), querem aprovar R$ 63 milhões para a construção do Museu da Bíblia em Brasília.

Brasil e ONU 

Pelo menos 815 entidades e personalidades latinas assinam Carta, à qual a Coluna teve acesso, apoiando a entrada do Brasil no Conselho de Direitos Humanos da ONU.

Dois lados

A ‘Semana Brasil’ mês passado – popularmente chamada de Black Friday do Governo – foi comemorada pelo setor de shoppings, em carta da maior associação divulgada a investidores. Mas a turma do varejo não animou tanto. As vendas ficaram na mesma, segundo relataram a empresários.

Empresta aí!

Levantamento nacional do SPC Brasil e CNDL revela que 36% dos consumidores fizeram compras em nome de terceiros – o hábito (de pedir o nome emprestado) é ainda maior entre as pessoas de mais baixa renda (38%) e entre os jovens (46%).

Subindo

O Brasil já tem – pelo menos oficialmente – 76.823 drones catalogados na Agência Nacional de Aviação Civil, e 62.936 capacitados a pilotar. Os dados são de setembro.

Ra$ante

A entrada da Azul na ponte aérea Rio-SP fez as concorrentes baixarem os preços das passagens. Voos do eixo SP, Brasília, Rio saíram por R$ 150 a R$ 198 nos últimos dias.

Negão ministro 

No caderninho do presidente Jair Bolsonaro, o deputado Hélio Negão, o amigo mais próximo, é cotado para ministro do Turismo se o cenário piorar para Marcelo Álvaro.

Choque na carreira

A Eletrobrás, que deve ser privatizada no fim do Governo de Bolsonaro, aprovou plano de demissão voluntária para 500 empregados de carreira até 2021. Quem não aderir, corre o risco de ser demitido. A meta é enxugar a estatal para apresentar a empresa a multinacionais que condicionam esse modus operandi para lançar os envelopes à mesa.

Muita oração

Os Odebrecht têm agora a Santa Dulce para apelar nessa encrenca de pagar R$ 98 bilhões em dívidas. Foi a família quem doou a construção da Casa de Santo Antônio, obra inaugural do trabalho voluntário dela. Mas há um contratempo nessa reza brava. Ela virou a Santa Dulce dos Pobres. Não dos ricos endividados.

São Helder

O próximo santo brasileiro será dom Helder Câmara, saudoso arcebispo de Olinda e do Recife. Seu processo já tramita no Vaticano.

BNDE$

O BNDES saltou de lucro de R$ 4,8 bilhões no 1º semestre de 2018 para R$ 13,8 bilhões no mesmo período deste ano, aumento de 190%. Conforme o 11º Boletim das Empresas Federais, o grupo de estatais – além do BNDES, tem Petrobras, Caixa, Banco do Brasil e Eletrobras – apresentou lucro de R$ 60,7 bilhões nos seis primeiros meses de 2019, aumento de 68,6% na comparação com o mesmo período de 2018.


Você pode gostar
Publicidade