fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Esplanada

Apagão no Amapá prejudica campanha da família Alcolumbre

Leandro Mazzini

Publicado

em

PUBLICIDADE

O apagão de energia causou curto-circuito na política do Amapá, e deu choque na campanha eleitoral da família Alcolumbre. Moradores de comunidades carentes estão nas ruas em protestos por água potável e alimentos (escassos nos supermercados). Perecíveis e carnes acabaram há dias, ou estragaram.

 

Os mais exaltados apedrejaram viatura da PM e dos Bombeiros na noite de quarta. O irmão do presidente do Senado, Josiel Alcolumbre (DEM), que disputa a prefeitura na capital, teve considerada queda nas pesquisas de intenção de votos nos últimos dias por causa do apagão.

 

O povo põe parte da culpa no senador Davi Alcolumbre, que há meses tomou a frente em várias articulações para ajudar o Estado – e também o projeto eleitoral do irmão, usando a vitrine do cargo. A conta chegou picotada, por ora, e com saldo negativo.

 

O TSE, consultado pelo TRE do Estado, acolheu pedido de adiamento das eleições municipais no Amapá para dezembro. Uma frente suprapartidária correu para solicitar.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

 

Apenas a TV Globo e a Rádio CBN – do mesmo grupo – estão no ar no Estado, por uso de gerador próprio, a diesel. Todas as outras TVs e rádios estão fora do ar.

 




Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade