fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Do Alto da Torre

Qual a senha?

Avatar

Publicado

em

PUBLICIDADE

Os pontos de wi-fi público do DF não funcionam direito e, quando funcionam, entregam uma qualidade de conexão abaixo da crítica. Um dos planos de gestão do novo secretário de Ciência e Tecnologia, Gilvan Máximo, é justamente revigorar a oferta desse serviço por meio de uma Comissão Especial de Credenciamento de Empresas do Programa Wi-Fi Social DF. A formação do grupo foi publicada no Diário Oficial de ontem. A presidência da comissão ficou para a assessora especial Patrícia Teófilo Gonçalves, que já trabalhou na Secretaria de Esportes quando a atual senadora Leila Barros (PSB) comandava a pasta.

Lista de afazeres

Foram elencadas várias obrigações da comissão para efetivamente implementar um wi-fi público de qualidade na cidade em até um ano. Dentre os itens, está a elaboração de editais e contratos para atrair a iniciativa privada para apresentar projetos e avaliar os documentos de cada empresa interessada.

Para rir

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A primeira incursão da cidade na rede de internet sem fio aconteceu em 2011, quando faltavam mil dias para a Copa do Mundo. O então governador Agnelo Queiroz (PT) anunciou o Conecta DF, que promoveria pontos de conexão remota na Rodoviária do Plano Piloto, no Estádio Nacional e no Parque da Cidade. À época, o petista assegurou que, para o Mundial, Brasília inteira teria acesso gratuito e público ao wi-fi. Assim como as promessas de conclusão do VLT e VLP, não chegou nem perto de se tornar realidade.

Vai paraíso

Falando em VLT, o famoso Veículo Leve sobre Trilhos, o governador do DF, Ibaneis Rocha (MDB), se reuniu com o ministro do Desenvolvimento Regional, Gustavo Canuto, para tratar do projeto de ligação entre Brasília e Valparaíso (GO), na Região Metropolitana do DF. Partiparam do encontro o secretário de Transportes, Valter Casimiro, e o chefe da pasta do Entorno, Paulo Roriz.

Testando, testando

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Os primeiros testes do novo trajeto estão previstos para acontecer em até 60 dias (confira na pagina 2) e terão duração de seis meses, a exemplo do que aconteceu quando o BRT de Gama e Santa Maria começou a funcionar. A ideia é que o trem, com capacidade para 600 pessoas, embarque e desembarque passageiros na antiga Rodoferroviária. Como a fase inicial é de experimentos, não haverá paradas no caminho e a velocidade máxima alcançada será de 39 km/h.

Velocidade Máxima 2

Os testes de transporte entre os dois pontos devem começar dentro de 60 dias e vão ter a duração de seis meses. O trem, com capacidade para 600 pessoas, ligará a Rodoferroviária, no DF, até Valparaíso (GO). O projeto, em fase experimental, não terá paradas no trajeto e o VLT atingirá, a princípio, velocidade de 39 km/h. O investimento no começo será de R$ 3,4 milhões, com contribuição de R$ 1 milhão do governo federal.

Novo núcleo

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O Ministério Público do DF e Territórios (MPDFT) apresentou a integrantes do Executivo e Judiciário seu novíssimo Núcleo do Tribunal do Júri e de Defesa da Vida. Trata-se de um lugar para apreciar especialmente os processos que envolvem crimes contra a vida e coordenar as atividades da promotoria do júri.

Capacitação

Gestores dos hospitais de Base, de Santa Maria e das Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) começaram, ontem, o Programa de Capacitação Estratégica, conduzido por especialistas da Fundação Dom Cabral. Segundo a Secretaria de Saúde, o treinamento tem como foco promover o desenvolvimento dos profissionais e, com isso, elevar a qualidade da gestão dos serviços públicos de saúde oferecidos à população do Distrito Federal. “A saúde do DF foi destruída. Ninguém é mágico, ninguém consegue resolver a situação que encontramos da noite para o dia”, discursou o diretor do Instituto Hospital de Base, Francisco Araújo.

Devo não nego

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Osnei Okumoto anunciou que, em dois meses, a Saúde fez pagamento de R$ 21,337 milhões em débitos referentes a dívidas de nove anos contraídas pelo Governo do DF por trabalho por tempo determinado, licenças prêmio não usufruídas e demais verbas indenizatórias. O valor não estava previsto no orçamento da pasta. Segundo o gestor, a Secretaria de Planejamento e Fazenda readequou as contas do GDF a pedido do governador para conseguir fazer o pagamento daqueles que saíram entre 2002 e 2010. Ao todo, 314 servidores da pasta, entre aposentados, pensionistas e exonerados receberam R$ 31 mil ontem a noite.

Secretário Falamansa

Já entoava o cantor Tato, da clássica trupe forrozeira Falamansa, em seu auge: “Ha, ha, ha, mas eu tô rindo à toa”. O titular da pasta de Saúde, Osnei Okumoto, é praticamente a personificação dessa música, e ele parece muito orgulhoso disso. A coluna contou que, certa vez, o bom humor de Osnei Okumoto foi destacado pelo governador Ibaneis Rocha (MDB). Desta vez, ele fez comentários sobre si mesmo “Dizem que enquanto o secretário estiver rindo é porque as coisas estão boas. Como eu só vivo rindo, as coisas vão bem mesmo”, brincou. O gestor risadinha ainda revelou que sua feição tem sido termômetro inclusive em reuniões. Quando a cara está fechada, as pessoas se preocupam.


Leia também
Publicidade
Publicidade
Publicidade