Siga o Jornal de Brasília

Do Alto da Torre

Os romeros

Publicado

em

Vira e mexe uma categoria encontra um parlamentar de bobeira e agenda uma reunião no Palácio do Buriti para, com ajuda do deputado, pleitear alguma coisa. Ontem, chegou a vez dos agentes socioeducativos, que, com o vice-presidente da Câmara Legislativa, Rodrigo Delmasso (PRB), a tiracolo, foram ao gabinete do secretário Justiça, Gustavo Rocha, para pedir nomeações de aprovados em um concurso homologado em 2017.

Breve e direto

A resposta foi aquela coisa protocolar de “claro, entendemos a necessidade” somado com alguma coisa sobre previsão de caixa e dificuldade de recursos. Gustavo Rocha ainda acrescentou que a secretaria espera inaugurar logo novas unidades de internação para produzir um estudo orçamentário. Isso tudo para verificar a viabilidade e carga possível a fim de contratar novos servidores.

Ihhhh

O deputado distrital Daniel Donizet (PSL) reclamou do “mimimi” de parlamentares de esquerda na CLDF por se sentir incomodado com as constantes críticas de colegas como Chico Vigilante (PT) e Fábio Félix (PSOL) ao presidente Jair Bolsonaro (PSL). Quer dizer, ele fez mimimi para reclamar do mimimi alheio. Será que existe uma competição na CLDF?

Ganhou luz

A senadora Leila do Vôlei (PSB/foto), ou melhor, Leila Barros, como tem sido chamada no meio parlamentar, andava meio sumida, fora do radar. Na manhã da última terça, ela ressurgiu com a aprovação em duas comissões do Senado de seu Projeto de Lei (PLS) 550/19, que prevê “punições mais severas aos responsáveis pelos rompimentos de barragens”, como ela própria descreve em suas redes sociais. Dentre outras coisas, o documento ainda prevê regras mais transparentes de fiscalização.

Anúncios do DER

Aos poucos, as verbas de publicidade do governo Ibaneis Rocha (MDB) estão saindo. Ontem, foi feita a previsão para o plano que vai atender ao Departamento de Estradas de Rodagem (DER). Segundo a publicação no Diário Oficial do DF (DODF), estão previstos R$ 7.507.232,00 para o exercício de 2019, com possibilidade de aditivos.

De volta

Os esquecidos Centros de Atendimento ao Turista (CAT) devem voltar a funcionar até 21 de abril, aniversário de Brasília. Para que isso aconteça, foi costurada uma parceria entre a Secretaria de Turismo e o Banco de Brasília (BRB). A previsão é que sejam revitalizadas as estruturas das unidades de apoio dos setores hoteleiros Sul e Norte, da Rodoviária Interestadual, do Aeroporto Internacional Juscelino Kubitscheck e da Casa de Chá (na Praça dos Três Poderes).

Outros tempos

Quando foram criados, na época da Copa do Mundo no Brasil, os centros deveriam servir como referência para os visitantes de outros países que, porventura, estivessem na cidade para acompanhar os jogos de suas seleções. Durante o Mundial, houve uma presença maciça principalmente de colombianos. Ao fim do evento, contudo, os pequenos prédios foram praticamente abandonados e se tornaram, quando muito, abrigo para moradores de rua.


Você pode gostar
Publicidade
Publicidade 
Publicidade
  • CHARGE DO DIA

    Charge do dia
Publicidade