fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Do Alto da Torre

Infiltração pode acabar com acervo histórico na CLDF

Avatar

Publicado

em

PUBLICIDADE

Desde 2010, o acervo permanente e histórico da Câmara Legislativa, que guarda documentos desde a fundação da Casa (foto), sofre com problemas de infiltração nos períodos de chuva. A reforma sempre foi prometida, mas nunca saiu. Recentemente, funcionários do local chegaram a tirar o forro do telhado para visualizar o vazamento, mas o problema ainda não foi corrigido.

Casos marcantes

Há cerca de três anos, uma fissura em um dos tubos do ar-condicionado central da Casa, que passa pelo teto do local, ameaçou a destruição de vários documentos. Mais recentemente, nos períodos de maior chuva, servidores do acervo já tiveram de utilizar baldes para controlar as fortes goteiras.

Digitalização incompleta

A digitalização do acervo tem sido feita, aos poucos, mas a guarda física é importante por motivos históricos. Ao total, são mais de seis mil caixas armazenadas no local e muitos dos arquivos ainda não chegaram a ser escaneados.

Sem contrato

De acordo com relatório analítico e parecer prévio de contas do TCDF, relativo ao ano de 2018, o Distrito Federal, naquele ano foram identificados R$265,7 milhões de despesas sem cobertura contratual. Conforme a descrição dos serviços, a unidade que mais se valeu do expediente em análise foi a Secretaria de Saúde, com 67,4% (R$ 179 milhões) do valor mencionado. Por seu turno, a Secretaria de Educação respondeu por outros R$ 86,6 milhões, ou 32,6% do montante despendido a título de indenização por serviços tomados sem suporte contratual. A coluna obteve a tabela do tribunal (foto).

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Só seis…

Os 607 lugares do Cine Brasília estavam praticamente todos ocupados por estudantes da rede pública que participaram do lançamento da campanha de combate à violência contra à mulher. Quando o secretário adjunto de Segurança Pública do Distrito Federal, Alessandro Moretti, perguntou às crianças quem gostaria de ser professor quando crescesse, apenas seis bracinhos se ergueram na plateia.

UPA em Brazlândia

O governador Ibaneis Rocha inaugura hoje a primeira Unidade de Pronto Atendimento de Brazlândia. A obra é fruto de emenda parlamentar, no valor de R$2,5 milhões, da deputada Flávia Arruda (PL).

Mulheres na política

Às vésperas do Dia Internacional da Mulher, a coluna conversou com duas deputadas distritais que comentaram sobre os desafios do sexo feminino no jogo da política:


Leia também
Publicidade
Publicidade
Publicidade