Menu
Do Alto da Torre
Do Alto da Torre

A vez das joias

Alberto Fraga saiu em defesa do ex-presidente Bolsonaro na questão das joias

Eduardo Brito

09/07/2024 21h11

Foto: Divulgação

Não surpreendentemente, o deputado brasiliense Alberto Fraga saiu em defesa do ex-presidente Bolsonaro na questão das joias. 

Lógico que partiu para o bateu-levou, afirmando que 4.564 bens vinculados à Presidência da República desapareceram nos últimos 13 anos que, deles, 716 presentes recebidos por Lula e Dilma não foram incorporados ao patrimônio público, como prevê a lei.

Segundo ele, a conclusão é do Tribunal de Contas da União. Em vez disso, assegurou Fraga, “ficam insistindo em querer acusar o ex-Presidente Bolsonaro de algo que, na verdade, não aconteceu e esquecem estes os seguintes dados: 716 presentes foram dados para Lula e Dilma e sumiram.

E, para desespero da Polícia Federal, disseram que as joias de que o Bolsonaro teria se apoderado estavam no valor de 25 milhões.

Quando instauraram o inquérito, esses R$ 25 milhões caíram para R$ 6.8 milhões. Ou seja, a Polícia Federal está pagando mico, está perseguindo o ex-Presidente, e isso não acabará bem”.

    Você também pode gostar

    Assine nossa newsletter e
    mantenha-se bem informado