Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Blogs e Colunas

Oposição e TCU cercam secretários que ciceronearam dama do tráfico

Por Leandro Mazzini 15/11/2023 10h02
Foto: Reprodução

Apesar da revelação de reuniões de Luciane Barbosa Farias – esposa de um líder do Comando Vermelho – na sede do Ministério da Justiça, os secretários que a ciceronearam permanecem intocáveis nos cargos. Recai sobre o chefe da pasta, Flávio Dino, o desgaste provocado por Elias Vaz, secretário Nacional de Assuntos Legislativos, e Rafael Velasco Brandani, secretário Nacional de Políticas Penais. Além do bombardeio da oposição – com pedidos de convocações e denúncias -, o trio do MJ encrencado pela esposa do traficante Tio Patinhas entrou na mira do Ministério Público junto ao TCU. Assinado pelo subprocurador-geral Lucas Rocha Furtado,  o pedido de apuração sustenta que não é possível alegar que o encontro foi “um erro”, como tentou justificar Elias Vaz.

 

Outorgas obscuras

 

Foto: Charge por @izanio_charges

 

Auditores especializados em comunicações do TCU constataram uma série de fragilidades na concessão de outorgas para rádios no Brasil. A principal delas: há riscos de tratamento não isonômico e ausência de impessoalidade na tramitação dos processos, além de insuficiência de transparência e de prestação de contas sobre as outorgas firmadas. A auditoria também aponta renovações sucessivas e sem critérios claros.

 

Código-fonte

 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Apenas o União Brasil, até agora, enviou representantes ao TSE para inspecionar o código-fonte das urnas eletrônicas que serão usadas no pleito de 2024. O chamado Ciclo de Transparência está aberto há mais de 30 dias e, por ora, nenhuma outra legenda se manifestou para fazer a auditoria. As Forças Armadas foram excluídas da fiscalização após o TSE entender que a participação delas “não se mostrou necessária e razoável”.

 

Efeito apagão

 

Na linha da desestruturação que tem os apagões como o efeito mais visível, a principal responsável pelo planejamento energético do País, a Empresa de Pesquisa Energética (EPE), está em vias de parar. A empresa basicamente composta de mestres e doutores está definhando. Representantes do sindicato da categoria no Rio de Janeiro e Região protestaram ontem para exigir melhor remuneração para os trabalhadores do setor.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

 

Mensagem

 

O Projeto de Lei 2674/23, do deputado Professor Paulo Fernando (Republicanos-DF), torna obrigatória a inclusão de seguinte mensagem em embalagens de testes de gravidez: “Aborto é crime; aborto traz risco de morte à mãe; a pena por aborto provocado é de 1 a 3 anos de detenção”. O texto começará a tramitar pela Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher.

 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cracolândia capital

 

Situado a menos de dez quilômetros da Presidência da República, o Setor Comercial Sul, no coração de Brasília, se transformou em um acampamento de indigentes e usuários de drogas. Barracas multicoloridas foram instaladas sob e sobre marquises de prédios ondem usuários consomem entorpecentes à luz do dia. O setor já foi batizado de “Cracolândia Capital”.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE





Você pode gostar