Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Blogs e Colunas

Após frear privatização, Governo fortalece Correios e Telebras

Por Leandro Mazzini 14/11/2023 9h46
Foto: Agência Brasil

Depois de retirar os Correios e a Telebras da lista de empresas públicas federais incluídas em programas de privatização, o presidente Lula da Silva sanciona, nos próximos dias, um projeto para fortalecê-las. Articulado pelas bancadas governistas da Câmara e do Senado, o Projeto de Lei 2721/23 prevê a contratação preferencial das duas empresas por parte de órgãos públicos federais. Conforme o parecer aprovado – do deputado Vicentinho Júnior (PP-TO) -, caberá ao Poder Executivo regulamentar as regras e as condições de prestação dos serviços postais e de comunicação multimídia. Além dos Correios e da Telebras, o Governo Lula revogou os processos de privatização da Petrobras, da Empresa Brasileira de Comunicação (EBC), da Empresa de Tecnologia e Informações da Previdência (Dataprev), entre outras. 

 

Aposta alta

Charge por @izanio_charges

 

O PL quer triplicar o número de prefeituras nas eleições municipais de 2024. Atualmente, o partido comanda 300 prefeituras. A cúpula do partido proibiu alianças com o PT e outros partidos de esquerda e aposta na ex-primeira-dama Michelle Bolsonaro para alavancar candidaturas femininas. Nas peças de campanha que terão Michelle como protagonista, o partido adotará o termo “fenômeno”.

 

Apoio de peso

 

Os ministros de Interior, Justiça e Segurança dos países que integram o Mercosul assinam declaração de apoio à candidatura do delegado federal brasileiro Valdecy Urquiza ao cargo de secretário-geral da Interpol, nas eleições que serão realizadas em junho de 2024.  O documento ressalta que a qualificação de Valdecy representa “oportunidade de trazer uma perspectiva latino-americana para a liderança da organização”.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

 

Resiliência 

 

Cassado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e inelegível, o ex-deputado federal Deltan Dallagnol (Novo-PR) quer voltar à cena política já no próximo ano. Está disposto a recorrer à Justiça para questionar a inelegibilidade e concorrer à prefeitura de Curitiba. O aval do partido ele já tem. 

 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Caminho íngreme 

 

O caminho do ministro da Justiça, Flávio Dino, para o Supremo Tribunal Federal (STF)  ficou mais íngreme após a revelação de reuniões de Luciane Barbosa Farias, conhecida como “dama do tráfico”, com secretários do MJ. Embora tente contemporizar a denúncia, Dino será convocado para prestar esclarecimentos no Congresso e será alvo de queixas-crime. Péssimo cenário para quem estava com um pé na Suprema Corte. 

 

Jornalismo x Big Techs 

 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O deputado Gervásio Maia (PSB) cita França, Alemanha, Austrália e Canadá ao defender a remuneração de veículos jornalísticos por parte das “Big Techs”. Autor do projeto (PL 1354/21), que altera o Marco Civil da Internet, o parlamentar afirma que o objetivo é a contrapartida ao jornalismo, já que conteúdos produzidos alimentam sites e redes sociais gratuitamente, “mas há um grande custo operacional para produção de informação”.






Você pode gostar