Esplanada

ANP patina na fiscalização de postos em SP

Por Leandro Mazzini 07/04/2021 1h55
Foto: Reprodução

Agentes fiscais da Agência Nacional do Petróleo (ANP) estão com medo de tomar medidas contra a formuladora de combustíveis Copape, flagrada em fiscalização recente que encontrou inúmeras irregularidades, por causa das ligações do mentor intelectual da operação, conhecido como Beto Louco, com a facção criminosa PCC.

ATUALIZAÇÃO 08/04/2021, às 12h30 – Em nota à Coluna, a Copape informa “não ter qualquer relação com pessoa chamada de “Beto Louco”. E que “Não há motivo algum que pudesse intimidar agentes públicos”.






Você pode gostar