Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Blogs e Colunas

Conheça o ritmo que vem ganhando o Brasil considerado o funk baiano com a Turna da Bregadeira

O trio da terra do axé mistura o arrocha com o brega e a batida do funk paulista

Por Bruninho Afonso 21/10/2021 7h15
Conheça o ritmo que vem ganhando o Brasil considerado o funk baiano com a Turna da Bregadeira

A batida da bregadeira é bem semelhante à de outro ritmo que estava se popularizando havia alguns anos na Bahia: a arrochadeira. Dá para dizer que os dois estilos são irmãos, como versões sintetizadas do requebrado baiano.

Mas enquanto os grupos de arrochadeira ainda se apresentavam com percussões orgânicas, a bregadeira puxava mais ainda para o funk e não tinha tambor físico nas suas formações.

Pioneiros do ritmo, o grupo Turna da Bregadeira, de Itambé (BA), lançou o primeiro álbum em 2014. “Era um disco focado para o paredão. Até hoje a gente cria as nossas músicas para tocar melhor no paredão”, define DJ Boy, da Turna da Bregadeira.

“Na época a gente popularizava as músicas no Nordeste, aí ia o Xand Avião, o Wesley, gravavam com banda, e estouravam elas no Brasil. O Gabriel Diniz era um grande fã de bregadeira, fazia stories curtindo”, conta o DJ.

“ O que está acontecendo agora, é que os próprios artistas do estilo estão estourando nacionalmente, e o Brasil todo está curtindo a bregadeira”, revela Rick Souza, Igor Menezes e DJ Boy, do grupo baiano Turna da Bregadeira.








Você pode gostar