Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Blogs e Colunas

Você sabia que até 2030 o diabetes afetará mais de 21 milhões de brasileiros?

No mundo a doença é responsável por uma morte a cada 5 segundos

Por Analice Nicolau 27/06/2022 1h00
No mundo a doença é responsável por uma morte a cada 5 segundos

O Brasil é o 5º país no mundo com o maior número de pacientes diagnosticados com diabetes. São mais de 16,8 milhões de casos em pessoas entre 20 a 79 anos, o que nos coloca atrás somente da China, Índia, Estados Unidos e Paquistão. Estimativas apontam que até 2030 o país atingirá o número de 21,5 milhões de brasileiros acometidos pela doença.


De acordo com Karla Lacerda, nutricionista, pós-graduada em Nutrição Funcional e CEO da CalcLab (software facilitador de interpretação para exames laboratoriais), o Diabetes Mellitus (DM) é uma síndrome do metabolismo considerada uma doença crônica na qual o corpo não produz insulina ou não consegue empregar adequadamente a insulina que produz, de origem múltipla, decorrente da incapacidade da insulina exercer adequadamente seus efeitos.


“A insulina é o hormônio produzido pelas células Beta no pâncreas, responsáveis pela manutenção do metabolismo da glicose no corpo”, explica Karla. Segundo a nutricionista, a falta de insulina provoca desequilíbrio no metabolismo e emprego adequado da glicose, o que gera um quadro de diabetes, caracterizado por altas taxas de açúcar no sangue (hiperglicemia) de forma permanente.

Diagnóstico inovador
Diante de um cenário desafiador para o diagnóstico do diabetes, um software inovador, criado pela CalcLab, chega de forma revolucionária na maneira como é feita a identificação, diagnóstico e acompanhamento de doenças crônicas desta e outras doenças que são frequentes na população brasileira.


“A metodologia prioriza a prevenção da saúde ao invés de apenas tratar a doença”, afirma Karla Lacerda. “O software desenhado para profissionais da saúde, faz a leitura de todos os parâmetros do exame de sangue ao mesmo tempo, e faz interrelações e cálculos entre esses parâmetros para apresentar ao profissional um relatório com uma breve análise de todas as relações feitas, todos os parâmetros alterados e aponta possíveis diagnósticos ou desfechos que os exames já indicam preventivamente”, complementa a nutricionista e CEO da CalcLab.


No caso do diabetes, o software consegue indicar aos profissionais da saúde valores de hemoglobina glicada, glicemia, teste de tolerância a glicose, frutosamina, cálculo de HOMA IR, HOMA beta, peptídeo C, entre outros, que mesmo dentro dos valores de referência já apresentam risco para os pacientes desenvolverem de fato a doença.

O objetivo dessa identificação é para que o profissional de saúde já se atente à alteração desses e dos mais diversos exames antes de chegarem a valores de diagnóstico de doença. “Com isto, o CalcLab se propõe a ser uma ferramenta preventiva para que o profissional acompanhe todos os exames que não estão ideais em seus pacientes e já adote uma conduta preventiva, afastando de seu paciente a possibilidade de desenvolver doenças”, finaliza Karla.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE








Você pode gostar