Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Blogs e Colunas

Viagem de milhões: Leonardo Pestana e Paulo Araújo voltam de Dubai com projeto novo na bagagem

Investidores no ramo das criptomoedas e entusiastas de NFT, os empresários compartilham a experiência da estadia no maior centro comercial do mundo

Por Analice Nicolau 27/05/2022 6h00
Investidores no ramo das criptomoedas e entusiastas de NFT, os empresários compartilham a experiência da estadia no maior centro comercial do mundo

Arquitetura ultramoderna, um tesla em cada esquina, arranha-céus de tirar o fôlego e vida noturna de muito luxo. Essas são algumas das imagens que vem à mente quando falamos de Dubai. Mas a cidade dos Emirados Árabes é também o maior centro comercial do mundo. É ali que estão os maiores investidores de nível internacional, sempre em busca de soluções inovadoras.

Não à toa, foi esse o destino de Leonardo Pestana e Paulo Araújo, investidores em criptomoedas e entusiastas de Tokens Não Nungíveis , mais conhecidos pela sigla NFT. O objetivo principal da viagem foi reunir parceiros comerciais asiáticos e montar um time com potencial para alavancar novas ideias por esses dois grandes e importantes mercados: Ásia e Brasil.

Leonardo Pestana conta que há uma boa relação entre Árabes e brasileiros. “Há uma sintonia muito natural entre os árabes e os brasileiros onde eles enxergam o Brasil como um país de oportunidades, não apenas pelo tamanho do mercado de consumo, como também pela influência e relevância que o país tem para a América Latina”, contextualiza.

Paulo Araújo explica que se tratando de negócios relativamente novos, é de suma importância ter e passar confiança. “Nosso foco principal são as inovações com criptomoedas e NFT que hoje são realidade em todo mundo. Principalmente projetos confiáveis e que transmitam segurança para os seus usuários”, desenvolve.

Paulo conta ainda como o networking é essencial, ou seja, ter uma boa rede de contatos.
“Hoje nosso networking engloba não só o Brasil, mas também a Europa com países como Portugal, Itália e Suíça, e também Ásia, com países como China, Vietnã, Tailândia, Laos, Camboja, Filipinas, Malásia, Japão e Coreia”, enumera.

Conquistas pessoais e profissionais

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Paulo Araújo conta que a experiência da viagem para Dubai teve impactos não apenas em sua vida profissional, mas também na sua vida pessoal. “Pessoalmente falando é simplesmente mágico viver aquela experiência. Seguranca, conforto, educação, tudo é elevado a um patamar muito acima do que estamos acostumados a ver aqui no país.Isso não significa que não podemos ser. Trazer essa realidade para o Brasil. seria algo mágico”, almeja.

O empresário afirma ainda que, no âmbito profissional, a estadia em Dubai foi inspiradora. “Você percebe que tem muito a aprender e também contribuir com outros empresários, apesar de ainda estar trilhando meu caminho junto aos tubarões, em nenhum momento me senti intimidado. Muito pelo contrário, me senti motivado e inspirado a continuar mostrando minhas ideias”, compartilha.

Leonardo Pestana concorda: “Os resultados nos surpreendeeram. Os números são satisfatórios. Saímos de Dubai com contatos para o mundo”, vibra.

O que vem por aí

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

De volta ao Brasil com tanta bagagem profissional e pessoal, Paulo afirma que pretende aplicar tudo que aprendeu durante a viagem para Dubai.

“Eu sai de lá com muita informação. Muito networking e muita coisa boa pra colocar em prática. Sinceramente, eu acredito que minha vida sofrerá uma mudança gigantesca após essa experiência em todos os sentidos. Eu percebi que minhas ideias realmente podiam ter impacto no mundo e que poderia somar com outros países para construir ótimos negócios. Em breve vamos lançar uma novidade no Brasil e um projeto totalmente validado pela tecnologia asiática. Aguardem novidades”, anuncia.

Leonardo Pestana acrescenta ainda a possibilidade de atuações comercias em um futuro breve: “Participei de sessões de networking empresarial importantes com lideranças da Ásia onde pude estabelecer junto com a minha equipe pontes para futura atuação comercial ou de investimentos com os Emirados Árabes. O intuito é fazer uma prospecção em busca de oportunidades de negócios no Oriente Médio”, conclui.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE








Você pode gostar