Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Blogs e Colunas

Roberta Terra tem na prática de esportes a sua melhor versão

Participante de No Limite, musa fitness busca ser a melhor em tudo que se propõe a fazer

Por Analice Nicolau 25/06/2022 4h00
Participante de No Limite, musa fitness busca ser a melhor em tudo que se propõe a fazer

Ela iniciou na prática de esportes aos seis meses de idade, quando a mãe a matriculou em uma aula de natação. De lá para cá acumulou várias modalidades em sua trajetória, como diversos tipos de luta, até se tornar uma atleta do crossfit.

Aos 38 anos, a carioca Roberta Terra, que participou da edição do programa No Limite, revela que quer ajudar na promoção da saúde através do esporte, pois acredita que com a prática saudável conseguimos prevenir uma série de doenças, reduzir o stress, aumentar a concentração, manutenção do peso ideal, além de elevar a auto confiança que age diretamente na saúde mental.

Roberta iniciou no Crossfit em Goiânia-GO, em 2013. Foi um período em que a atleta precisava explicar às pessoas o que era essa modalidade esportiva, pois nem mesmo em sua cidade natal, o esporte era conhecido. “E no crossfit eu vi que tinha a possibilidade de competir e a cada dia eu conseguia ser uma versão melhor de mim mesma”, revela.

Em 2014 Roberta teve a primeira oportunidade de competir na categoria Scale, que é iniciante. Não venceu, mas sentiu-se mais engajada com a modalidade. “Comecei a participar de quatro a cinco competições por ano, às vezes mais, em competições menores e passei a ter certa notoriedade no meio. É algo que me motiva. A determinação, a disciplina, os desafios de ir além dos seus limites. Tudo isso me motiva até mesmo em outras situações da vida, pois me faz ser mais profissional e determinada”, afirma.

A rotina de exercícios e alimentação

Logo que iniciou no crossfit, Roberta Terra adotou uma rotina de cinco a seis vezes por semana de prática nos exercícios. Ela conta que as atividades são tranquilas, que visam aumento de peso e melhorias de técnicas. “Quando estou em treinos para competição eu preciso me engajar com um trio, um grupo e, para a competição que terei em agosto, terei que entrar em sincronia com seis pessoas. Esse tipo de engajamento geralmente acontece um mês antes das competições”.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Quanto à alimentação, Roberta tem uma dieta voltada para fortalecimento e isso inclui a ingestão de batatas, pois precisa de muitos carboidratos. “Gordura quase nada”, destaca.


Porém, a atleta faz questão de ressaltar que não é daquelas pessoas chatas que controla rigorosamente a sua alimentação. “Eu não sou aquela pessoa que deixa de comer um cachorro-quente, uma pizza ou um hambúrguer artesanal, eu como e bebo absolutamente tudo, mas não faço isso todos os dias, lógico, pois impacta no treino. Não precisa se privar completamente, mas tem que haver uma moderação”.

Para se manter saudável Roberta diz que não dá para pensar só no corpo, há que se pensar também na mente, nas pessoas que nos são importantes, amigos, aliados, família. “É importante ainda a prática espiritual. Embora não tenha uma religião certa, pois já frequentei de budismo à umbanda, sou católica. Não tenho nenhuma restrição com religião desde que me faça bem. Mas é importante ter uma crença”, afirma.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Em resumo Roberta acredita que cada um de nós deve buscar a própria motivação. “No meu caso é buscar ser a melhor em tudo que eu faço, em tudo que me proponho a fazer. Quando estou em algo é sempre para entregar o meu melhor. Eu entrei em No Limite para ganhar, se não aconteceu é porque faz parte do jogo”.








Você pode gostar