Menu
Analice Nicolau
Analice Nicolau

Remodelação de Glúteos: Dr. Rodrigo Belish fala sobre procedimento mais procurado para melhora da aparência do bumbum

Segundo o médico, o procedimento pode ser provisório, chegando a durar até 2 anos, ou permanente, com resultados duradouros para o resto da vida

Analice Nicolau

14/06/2024 17h00

Atualizada 18/06/2024 8h59

A remodelação de glúteos é um dos procedimentos mais procurados por pacientes que desejam mudar a aparência do bumbum, seja redesenhando, reestruturando, projetando ou restaurando a aparência dos glúteos. No entanto, o procedimento pode ser definitivo ou provisório, a depender da escolha do paciente.


Quando se trata de procedimento definitivo de remodelação glútea ou bioplastia de glúteos como também é chamada, o bioestimulador a base de PMMA é a melhor escolha. Ele é aplicado no plano muscular para estimular a produção de novo colágeno e tecido conjuntivo e assim expandir as fibras musculares, permitindo remodelar a região.


Por ser definitivo, o bioestimulador seguirá estimulando a produção de colágeno para o resto da vida, ou seja, mesmo após décadas depois da realização do procedimento, o glúteo continuará com a aparência nova que ganhou, independentemente do tempo. O paciente terá um bumbum jovem mesmo na terceira idade.
Dr. Rodrigo Belish, especialista em remodelação glútea afirma que o procedimento oferece um resultado mais natural que as próteses e pode resolver a maioria das queixas dos pacientes, no que diz respeito a estética do bumbum. Ainda de acordo com o médico, o PMMA é o que tem de mais seguro no mercado, se comparado com outras opções que oferecem o mesmo resultado.
O PMMA – polimetilmetacrilato – é um preenchedor cutâneo e só pode ser administrado nos pacientes por médicos. Ao longo dos anos foi se tornando mais comum nas clínicas de estética e se popularizando com a internet e através de procedimentos feitos por artistas e influenciadores.
Mesmo com poucas contraindicações, não é aconselhável que o paciente se submeta a procedimentos estéticos com PMMA com profissionais que não sejam médicos, porque apenas os médicos têm permissão de realizar esse procedimento com PMMA no Brasil. Então, outros profissionais que fazem propaganda ou têm essa oferta, devem ser vistos com desconfiança, porque eles estão fora da legislação.
Para evitar complicações, é indicado que os pacientes procurem clínicas médicas e passem pela avaliação e anamnese para identificar fatores que possam inviabilizar o procedimento. Doenças autoimunes, gestação e alguns medicamentos como anticoagulantes podem inviabilizar a realização.
Por outro lado, quando o paciente recebe aval do médico para fazer a remodelação glútea, ele não precisará se submeter a um protocolo de preparação, já que o procedimento não é cirúrgico, é realizado na clínica e pode levar entre duas e cinco horas.

Depois de realizado, o paciente precisará ficar três dias sem se sentar e 15 dias sem fazer atividade física. Após o procedimento já será possível observar algumas mudanças na região: os resultados permanentes começam a ser observados com 30 dias e atingem o ápice entre três e quatro meses.
Após este período, o paciente voltará ao consultório para avaliar o resultado e reconsiderar caso queira fazer alguma mudança. “Inicialmente eu não trabalho com um aumento muito grande, prezo pela naturalidade e prefiro que o paciente aumente o volume e a projeção aos poucos. Às vezes as mudanças não implicam diretamente em um aumento no número do manequim, porque as formas são trabalhadas para melhorar a simetria e corrigir imperfeições”, explica o médico.
Além da remodelação, o médico explica que o tratamento das celulites é um dos procedimentos mais procurados pelas mulheres, inclusive, porque é o fim das celulites já existentes. “O tratamento para celulites resolve definitivamente o problema através do bioestimulador de colágeno usado para o preenchimento. Ele estimula a formação de rede de colágeno, e aquela celulite tratada não reaparece. O que pode acontecer é surgir uma outra celulite se a paciente não mudar seus hábitos”, explica.
Para o médico, os procedimentos estéticos são transformadores. Ele explica que muitas pacientes revelam que não se sentem confortáveis para usar determinadas roupas como calças e vestidos de tecidos mais finos, biquinis ou até mesmo, tirar a roupa perto do marido, e que, após o procedimento, é perceptível a autoestima retornando.
“A emoção que eu presencio nessas pacientes é incrível. Seja pelo novo desenho dos glúteos ou pelo fim das celulites. Em geral, elas sentem algo libertador em relação ao próprio corpo, porque muitas vezes, passaram décadas se escondendo e após os procedimentos, não precisam mais”, conta.
Os resultados podem variar de acordo com a genética de cada paciente, com aquilo que é desejado e com o que é mais indicado de fazer, porque é possível usar diversas técnicas. Em geral, as brasileiras preferem projetar o bumbum, mas quadros como a depressão trocantérica, conhecida como “hip dips” – que é aquela curva natural nas laterais dos quadris que deixa com aspecto quadrado – também pode ser melhorada.
A remodelação é um procedimento que tem tido grande procura pelos homens. “Tenho feito muitas remodelações glúteas em homens e a demanda é crescente. A diferença se dá no formato dos glúteos. As mulheres têm os glúteos mais alongados e volumosos e os homens têm os glúteos mais curtos e menores. Com a projeção ou reestruturação, o resultado melhora muito e fica bastante natural”, diz Dr. Rodrigo.
A remodelação glútea pode custar em média de 20 a 30 mil reais, a depender de variáveis como tamanho, tempo de procedimento, quantidade de produto. Segundo o médico, as vantagens da remodelação chegam a 99% se comparado com outras técnicas e vai melhorar inclusive, aquele aspecto de bumbum amassado adquirido por algumas pessoas que trabalham ou estudam uma longa jornada sentadas.
“A remodelação é rápida e segura. O procedimento é feito na clínica, sem cortes e em poucas horas o paciente é liberado para sua vida normal, sem restrições. O downtime é muito rápido e não há mudança na rotina. Então, não se trata apenas de melhorar a aparência, se trata de resgatar a autoestima de forma segura e duradoura sem correr riscos”, finaliza.

    Você também pode gostar

    Assine nossa newsletter e
    mantenha-se bem informado