Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Blogs e Colunas

“Querem me calar? Só me matando”, diz apresentador agredido na porta da emissora

Daniel revelou que o agressor reclamou das denúncias que o jornal faz

Por Analice Nicolau 19/01/2022 3h00
Daniel revelou que o agressor reclamou das denúncias que o jornal faz

Os casos de agressão a jornalistas têm aumentado muito nos últimos anos. Um dos crimes mais recentes chocou a cidade de Garibaldi, no interior do Rio Grande do Sul. O apresentador e dono da Adesso TV foi surpreendido por um bandido na última sexta-feira, 14, na porta da emissora. Ele foi agredido e acredita que tenha sido por motivação política.

Indo trabalhar como de costume para apresentar o jornal, Daniel chegou na porta da emissora e viu um rapaz perguntando por ele. Ele se apresentou ao homem, que começou a agredi-lo no local com chutes. O apresentador gravou o início do programa todo ensanguentado e revelou que o agressor disse que estava fazendo aquilo por conta das denúncias que o jornalista vinha fazendo no jornal. “Isso é para te mostrar que tu não pode falar o que quiser”, disse o criminoso.

O apresentador disse que já vinha recebendo algumas ameaças. Em entrevista, ele disse que acredita que a motivação do crime seja política. Isso porque 15 dias antes da agressão, Daniel tinha feito uma denúncia e duras críticas a respeito de um ex-prefeito da cidade. “As denúncias que fazemos no programa são muito fortes e envolvem muitos interesses e pessoas”.

No jornal, o apresentador disse que não está com medo e que não vai se calar. “Essas manchas de sangue na minha camisa me dão mais força ainda para mostrar os roubos, as corrupções e as coisas erradas. Querem me calar? Só me matando”.

Daniel teve ferimentos no queixo, na boca, na costela e luxação nos dentes. Após a gravação do programa, ele foi encaminhado para fazer o teste de delito. Em seguida, o jornalista procurou atendimento médico e odontológico.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE








Você pode gostar