Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Blogs e Colunas

MineToo amplia malha operacional com novos postos avançados em aliança com operadores locais

Organização terá posto avançado em Brasília e novo CEO aposta em novas frentes de comunicação e práticas ESG em sua gestão

Por Analice Nicolau 21/04/2023 8h00

A MineToo, organização que fornece soluções de mobilidade urbana para proprietários de aeronaves, pilotos e viajantes, concluiu seu primeiro semestre de operação, após sete anos de estudo jurídico e mercadológico. A empresa foca em deslocamentos aéreos, principalmente em pequenas distâncias que são pouco visadas pelas grandes companhias aéreas. Para a organização, a mobilidade aérea urbana representa o futuro, devido à economia de tempo e de poluentes que esta modalidade assegura.

De acordo com o Governo Federal, a demanda por transporte aéreo pode triplicar até 2037, chegando a 700 milhões de passageiros ao ano. Os voos domésticos abrangem 3.590 dos municípios de origem ou destino, representando 64% do total de cidades no país. No entanto, ainda há trechos de viagem para os quais não existem voos diretos, o que cria um mercado potencial.

A MineToo pode ajudar a cobrir essas deficiências, já que possui uma rede descentralizada e a capacidade de atender a pequenas demandas em todo o território nacional. O novo CEO, Boni Junior, tem o desafio de continuar o plano de negócios da MineToo, focando na ampliação da malha operacional e no aumento do território nacional com novos postos avançados, sobretudo, em aliança com operadores locais. A previsão é expandir a operação ainda este ano para o Balneário Camboriú, Angra dos Reis, Rio de Janeiro, Brasília e em 2024, abrir a região norte.

A empresa busca aumentar o ticket operacional do MineToo, oferecendo uma gama mais ampla de serviços aos associados, que se estendem à mobilidade terrestre e fluvial. Nesse sentido, está planejado para este trimestre o pacote de soluções Mine Solutions para todos os stakeholders, de patrocinadores a associados. O Mine Service oferece serviços de administração e gestão de aeronaves, hangaragem e fbo (operador de base fixa). A Mine Experience oferece condições e descontos especiais aos associados ao usufruir de toda a experiência de negócios da rede e dos parceiros MineToo.

O maior investimento da MineToo agora é em sua prática ESG. A empresa reduz sua pegada de carbono em 15-20% no mercado, especialmente em operações locais, onde grandes deslocamentos de carros são evitados. Além disso, há um programa social que integra e capacita pilotos, aviadores e profissionais relacionados a toda a cadeia de suprimentos da aviação. A empresa ainda conta com o patrocínio da USP e da Google Nonprofits para as capacitações de pessoas em situação de alta vulnerabilidade. Na governança, a organização trabalha com o padrão CVM. A meta é um relatório de sustentabilidade certificado com balanço socioambiental que atenda aos padrões nacionais ao término deste ano.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

É importante destacar que o leader, Boni, tem 12 anos de atuação na aviação, tendo como destaque em seu currículo o desenvolvimento de negócios no formato cross e up selling, além de grande conhecimento de regulação, e visão de futuro pautada em dois pilares, avanço de tecnologia e capacitação de profissionais aptos ao novo mercado. Portanto, espera-se que Boni adicione um padrão de segurança operacional muito mais alto, bem como, expanda as operações por meio de relacionamento com os associados da Mine, utilizando-se de recursos e atributos tecnológicos e pessoais. Outra ação já iniciada com este propósito é a gestão e reformulação de uma equipe apta a lidar com todos os fluxos operacionais e comerciais da MineToo. “Um fator que me coloca em vantagem em relação à concorrência é o olhar para o mercado na totalidade e dar soluções que ainda não são exploradas, por exemplo, a aviação regional, voos para aeroportos que as linhas áreas não fazem hoje. Esta é uma expertise que eu agrego para o portfólio da MineToo”, conclui Boni.






Você pode gostar