Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Blogs e Colunas

Mercado de franquias expande 15,3% em Minas: confira os segmentos que mais se destacam

Segundo a ABF, o faturamento das redes de Minas, em 2021, ficou acima da média nacional

Por Analice Nicolau 17/05/2022 12h00
Segundo a ABF, o faturamento das redes de Minas, em 2021, ficou acima da média nacional

Ainda há quem não acredite no modelo de negócios de franquias, mas isso está mudando e os dados divulgados pela Associação Brasileira de Franchising (ABF) falam por si só. Minas Gerais é um dos melhores exemplos do país, pois está crescendo muito e atraindo redes que desejam aumentar a capilaridade no estado.


Após dois longos anos de pandemia, os empresários já conseguem enxergar a luz no fim do túnel. O PIB de Minas Gerais até fechou 2021 com crescimento de 5,1% ante 4,6% do Brasil, fator atrativo para marcas. De acordo com a ABF, o faturamento das redes no estado, em 2021, teve um incremento de 10,8%, ficando acima da média nacional, passando de R$13,1 bilhões para R$14,5 bilhões.


“O movimento de recuperação das atividades econômicas felizmente dá boas perspectivas aos negócios. O mercado mineiro de franquias é forte e resiliente, e refletiu a reação do setor no Brasil. Nosso estado é um campo muito vasto, com diversas oportunidades a serem exploradas. Somos 853 municípios ávidos por negócios bem estruturados. O franchising em Minas ainda tem muito para crescer”, avalia Danyelle Van Straten, diretora regional da ABF em Minas.


Entre os segmentos que mais se destacam estão o de Casa e Construção (26,4%); Limpeza e Conservação (15,8%), e Saúde, Beleza e Bem-estar (13%). Já em relação ao número de unidades, Moda teve uma das maiores variações, chegando a 42,4%, seguido por Casa e Construção, com 41,1%. Com base nesses números e para ajudar quem deseja abrir uma franquia, confira algumas marcas de sucesso: 5àsec, Água Doce, Casa do Construtor, Divino Fogão, Maple Bear, Milon, Oral Sin, Royal Face e TRATABEM.








Você pode gostar