Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Blogs e Colunas

Especialista Tonya Beauty explica que ultraformer, novo tratamento usado por Anitta, combate flacidez

Procedimento não é invasivo e pode ser usado tanto no rosto quanto no corpo

Por Analice Nicolau 28/01/2022 8h00
Procedimento não é invasivo e pode ser usado tanto no rosto quanto no corpo

Com uma rotina exaustiva de compromissos, não é novidade para ninguém que a cantora Anitta faz uso de procedimentos estéticos para manter a boa aparência. Entre as últimas intervenções da Girl From Rio está o ultraformer, que ela realizou nos glúteos, e chamou atenção dos fãs da Poderosa.

De acordo com Tonya Beauty, empresária da clínica que realiza o tratamento na cantora, o ultraformer é um protocolo que usa energia de ultrassom intensa e concentrada para firmar e levantar a pele. “Ele age estimulando a produção de colágeno pelo organismo, fazendo com que a pele dos glúteos não fique flácida. Além disso, ele também proporciona a quebra de gordura, o que ajuda a tratar as temidas celulites”, explica.

Para além da região do bumbum, a esteticista afirma que é possível utilizar o tratamento em outras partes do corpo como papada, axilas, além de regiões que costumam acumular mais gordura como os flancos, culote, abdômen e parte interna das coxas. “A maior vantagem desse tratamento é que você elimina flacidez e excesso de gordura ao mesmo tempo”, pontua.

Por ser um procedimento estético não invasivo e com resultado relativamente rápido, o ultraformer é uma opção para quem deseja dar um up no corpo durante o verão. “Diferente de outros tratamentos, o ultraformer não deixa marcas após a sessão, bem não tem restrição quanto a tomar sol. O efeito é imediato, mas os resultados definitivos aparecem após três meses”, diz Tonya Beauty.

O procedimento é realizado em apenas uma sessão, e o intervalo entre uma aplicação e outra varia entre seis e 12 meses, a depender da idade da pessoa. “Como é um procedimento que estimula a produção natural de colágeno pelo corpo, pessoas acima dos 40 precisam realizar o tratamento em um intervalo menor de tempo já que o metabolismo fica mais lento a partir desta idade”, diz.








Você pode gostar