Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Blogs e Colunas

Dr. Thiago Bianco conta quais são os cuidados necessários ao fazer transplante capilar no verão

Dr. Thiago, que já atendeu o cantor Roberto Carlos e Tom Cavalcante, explica os cuidados no pós-operatório na época mais quente do ano

Por Analice Nicolau 01/12/2021 6h00
Dr. Thiago, que já atendeu o cantor Roberto Carlos e Tom Cavalcante, explica os cuidados no pós-operatório na época mais quente do ano

Segundo a revista Exame, em uma pesquisa realizada em Julho deste ano, apontou que houve um aumento de 50%, durante a pandemia, da procura de homens por transplante capilar, que consiste em uma cirurgia minimamente invasiva que visa a implantação de folículos pilosos (estruturas localizadas na pele e de onde nascem os cabelos ou pelos) nas áreas onde não existe cabelo ou onde existe uma menor densidade (vertex do couro cabeludo).

Estes folículos são retirados das áreas onde existe cabelo, habitualmente da região da nuca e das partes laterais do couro cabeludo. Para se ter uma ideia, o transplante capilar está entre as três cirurgias plásticas mais procuradas, se unindo ao top 3 com lipoaspiração e rinoplastia.

Mas caso alguém faça no verão, época mais quente do ano, quais cuidados precisam ser tomados? Conversamos com o Dr. Thiago Bianco, que é um dos maiores especialista do assunto em nosso país, para sanar estar dúvidas, e ele deixa claro que os cinco primeiros dias são primordiais.

“Um fator muito importante é que a ação dos raios solares é responsável pelas queimaduras mais profundas na derme, e consequentemente, no couro cabeludo. Este fato é um alerta para os pacientes tomarem cuidado no período pós-operatório, quando a pele e os tecidos estão em fase de cicatrização, e paciente deve estar ciente que não será possível se expor ao sol”, explica primeiramente.

No primeiro dia após a cirurgia, o paciente retorna à clínica para retirada do curativo e lavagem do couro cabeludo. Este processo é importante pois ele irá aprender como lavar os cabelos após o transplante. Após duas semanas, o paciente poderá expor-se ao sol apenas com proteção na área capilar com bonés, lenços, podendo ser utilizados bonés largos que não comprimem a cabeça pois o ideal é manter a área capilar bem arejada para ajudar no processo de cicatrização. Devido as altas temperaturas também é indicado tomar bastante líquido (água, suco, água de coco), manter o repouso e fazer as compressas geladas na região da testa.

Demais cuidados: não dirigir após a cirurgia, ir para casa com um acompanhante ou de táxi; ter uma refeição leve e com pouco sal; continuar tomando os remédios normalmente, principalmente para hipertensão e diabetes, quando for o caso; utilizar um travesseiro macio e um rolete (toalha macia enrolada) sob a nuca para evitar apoiar diretamente sobre os pontos; aplicar compressas com gelo na testa para amenizar o inchaço, mas nunca coloque em cima dos fios transplantados — até 72h poderá inchar, mas o inchaço não compromete o transplante capilar, somente a estética; é indicado dormir de barriga para cima para o inchaço migrar para trás (nuca) e não para a testa; evitar abaixar a cabeça, ou fazer qualquer esforço logo após a cirurgia; lavar bem as mãos antes de tocar nos cabelos recém colocados; trocar a fronha do travesseiro todos os dias; musculação, lutas e esportes radicais somente depois de 2 meses do procedimento; e reservar uma toalha de banho somente para secar a cabeça, não secar com a mesma toalha que secou o corpo.

Já no segundo dia após cirurgia, lavar a cabeça conforme orientações dadas pela equipe; até a retirada de pontos use somente o shampoo neutro e não lave a cabeça no chuveiro. Usar delicadamente o shampoo dando leves “tapinhas” utilizando as pontas dos dedos formando espuma, e depois enxague com a ajuda de um copo ou jarra (não faça movimentos circulares e não esfregue). A água deve ser sempre morna ou fria, nunca quente. Lavar bem a região dos pontos com as pontas dos dedos em movimento circular; secar a cabeça delicadamente, pressionando a região do transplante, nunca faça movimento circular nessa área; e reservar uma toalha limpa somente para secar a cabeça.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

No terceiro, quarto e quinto dias após cirurgia: lavar a cabeça diariamente conforme orientado no consultório. É importante para que as crostas saiam e os fios transplantados tenham uma boa cicatrização; manter o uso somente do shampoo neutro, até a retirada de pontos; é necessário lavar todos os dias, não podendo deixar nenhum dia sem realizar a higienização.

A respeito dos pontos, Dr. Thiago explica que são retirados após 14 dias da cirurgia e acontece a liberação para lavar normalmente os cabelos, com shampoo normal e no chuveiro, com ressalva para as duchas muito fortes; e assim que a região do transplante capilar estiver sem as casquinhas. Os exercícios físicos podem ser aumentados aos poucos e normalizados após 30 dias, mas é importante evitar o uso de capacete nos três primeiros meses pós cirurgia.








Você pode gostar